Preço do gás em Blumenau é quase 30% maior que a média nacional

De acordo com dados da Agência Nacional de Petróleo, em 2020 o aumento do produto na cidade chegou a 10%. Veja onde encontrar o melhor preço:

Um levantamento divulgado nesta terça-feira (12) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) revelou que o preço do gás de cozinha terminou 2020 com um aumento de 9,24%. Em Blumenau a alta foi ainda maior.

De acordo com dados da ANP (Agência Nacional de Petróleo), em janeiro de 2020 o preço médio do gás de cozinha na cidade era de R$ 73,39. Já no final do ano, em dezembro, o valor saltou para R$ 80,80, o que representa um aumento de 10%, mais que o dobro da inflação (4,52%).

Preço do gás em Blumenau teve aumento de 10% em 2020 – Foto: Pedro Ventura/ Agência BrasíliaPreço do gás em Blumenau teve aumento de 10% em 2020 – Foto: Pedro Ventura/ Agência Brasília

Na última quinta-feira (7) o GLP (Gás Liquefeito de Petróleo) sofreu um reajuste de 6% nas refinarias brasileiras. O aumento foi confirmado pela Petrobras. Com isso, o valor para o consumidor final também teve alta.

A política atual de preços do gás de cozinha, em vigor desde 2019, prevê reajustes sem periodicidade definida. O preço está atrelado a dois componentes: dólar e cotação internacional do petróleo.

Um levantamento produzido pela reportagem do ND+ nesta quarta-feira (13) mostra que, atualmente, o valor médio do produto em Blumenau é de R$ 97,50, quase 30% a mais do que a média nacional, que é de R$ 75,04.

A pesquisa foi realizada em dez estabelecimentos comerciais da cidade, comparando o preço do botijão de 13 kg.

Veja o preço por estabelecimento:

EstabelecimentoGás s/ botijão (recarga)Gás c/ botijão
Gás Silveira e SupergásbrasR$ 98R$ 250
Disk GásR$ 98R$ 255
Gás Silveira Boa VistaR$ 98R$ 255
Rápido GásR$ 99R$ 265
Nacional GásR$ 93R$ 250
Gás BluR$ 97R$ 250
Rei do Gáz Disk Gás Ponta AgudaR$ 98R$ 248
Gás Silveira VorstadtR$ 98R$ 250
Disk Gás e Água DiegoR$ 98R$ 255
Gás de cozinha SupergásbrasR$ 95R$ 270

Queda na demanda

A alta no preço do botijão de gás reflete no consumo das famílias. De acordo com o Ministério de Minas e Energia, que tem divulgado relatórios semanais com o consumo de energia e de combustíveis desde o início da pandemia, o uso do botijão de 13 kg caiu 20% na última semana de dezembro em relação ao mesmo período do ano anterior.

A demanda pelo botijão de mais de 13 kg, usado por indústrias, academias, comércio e condomínios, caiu ainda mais: 32,5%.

Acesse e receba notícias de Blumenau e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Economia SC