Projeto vai revitalizar parte leste do Centro Histórico de Florianópolis

Startups, estúdios de arte, restaurantes, cafeterias, bares e uma diversidade de negócios poderão se instalar naquela área nobre da Capital

A iniciativa de um grupo de entidades pretende transformar a região Leste do Centro Histórico de Florianópolis em referência da economia criativa e assim levar vida e movimento ao local, que costuma se esvaziar após o horário comercial. Para isso, comerciantes serão incentivados a se instalar no Distrito 48, nome do projeto.

Projeto vai revitalizar parte leste do Centro Histórico de Florianópolis – Foto: Anderson Coelho/ND

Startups, estúdios de arte, restaurantes, cafeterias, bares e uma diversidade de negócios poderão se instalar naquela área nobre do Centro. A CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas) da Capital, responsável pela coordenação do grupo de trabalho, está mobilizando parcerias e incentivando a participação de grandes e pequenos empresários.

“O objetivo é movimentar o comércio, criar um espaço para aquela região que é rica de história e de significados para Florianópolis. As pessoas vão frequentar e criar uma efervescência onde hoje é um lugar vazio, com aspecto de abandono”, afirma a presidente da Associação FloripAmanhã, Anita Pires.

A associação é uma das entidades envolvidas com o Distrito 48. Anita ressalta que o projeto quer atrair também empresas de tecnologia para o Centro Leste e a coordenação da iniciativa já está em contato com startups.

Anita visualiza que os prédios hoje desocupados possam ser transformados em estúdios profissionais poderão morar próximos ao trabalho, sem necessidade de grandes deslocamentos. “Isso é uma forma de criar a centralidade e favorecer a mobilidade”, comenta.

O projeto se conecta com a recente requalificação do Mercado Central e da Alfândega para resgatar a beleza arquitetônica e a riqueza histórica do Centro Histórico. A Região Leste compreende toda a Avenida Hercílio Luz e as ruas adjacentes até a Praça XV de Novembro.

Participam dessa iniciativa a CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas), a Acif (Associação Comercial e Industrial de Florianópolis), universidades (Udesc e UFSC), Sebrae, Floripa Convention & Visitors Bureau, Floripa Conecta, a Prefeitura de Florianópolis e a FloripAmanhã.

Ray Santos acredita que a revitalização será um ótimo negócio para todos – Foto: Anderson Coelho/ND

Comerciantes apoiam requalificação

A revitalização da parte Leste do Centro é aguardada há algum tempo pelos comerciantes da região. Para eles, uma intervenção que valorize o local é imprescindível, principalmente para o período pós-pandemia.

Gustavo Ferrari Miranda é proprietário de uma pizzaria na Travessa Ratclif há 23 anos. O local deixou de servir pizzas, devido a pandemia, e agora funciona somente como bar.

“Revitalizar isso aqui vai ser bom para todo mundo. Mais comércio aberto é movimento, traz também sensação de segurança. Valoriza toda a região”, avalia.

Ray Santos, também proprietário de um bar, tem a mesma expectativa de Gustavo. Ele conta que antes da pandemia alguns espaços comerciais foram ocupados, mas fechados logo após o início da crise sanitária.

Região Leste do Centro Histórico visto de cima – Foto: Anderson Coelho/ND

“O Centro é um local boêmio à noite, mas tem espaço para todo mundo. Vai ser muito bom trazer esse movimento, porque depois das 18h o local fica morto”, diz.

“Uma repaginada é muito bem-vinda para animar outros negócios se instalarem aqui. Tudo o que contribui para a melhoria do comércio é muito bom”, afirma Ezequiel Alcântara, proprietário de uma loja de móveis e antiguidades.

+

Economia SC