Cacau Menezes

Apaixonado pela sua cidade, por Santa Catarina, pelo seu país e pela sua profissão. São 45 anos, sete dias por semana, 24 horas por dia dedicados ao jornalismo


Promover a pobreza humilhando o desempregado com esmolas, não é caridade, é escravidão

A que ponto chegaram

Aqueles que, nas redes sociais, estimulam o Lockdown, são os mesmos que agora compartilham o texto: “Se você está desempregado e vê seu ármário vazio, não tenha vergonha de chamar no privado, mais ninguém precisa saber. Um pacote de arroz, macarrão, açúcar, leite ou algo assim, a gente arruma… Não passe o dia com o estômago vazio, ou deixe seus filhos passarem fome por vergonha ou orgulho. Não é sua culpa! Conte comigo! Somos todos irmãos”. Estes cidadãos não estariam precisando de nenhum servico?

Promover a pobreza humilhando o desempregado com esmolas, não é caridade, é escravidão.

Foto: Reprodução/NDTV BlumenauFoto: Reprodução/NDTV Blumenau

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.