Prospecção indicativa junto ao mercado financeiro demonstra confiança na CASAN

A Companhia se prepara para a comprovação da capacidade econômico-financeira do Marco Legal do Saneamento

A CASAN está presente em 194 municípios, o que corresponde a 66% dos catarinenses – Foto: Divulgação/CasanA CASAN está presente em 194 municípios, o que corresponde a 66% dos catarinenses – Foto: Divulgação/Casan

Com uma diretoria técnica, enxugamento das estruturas administrativas e revisão de processos licitatórios, a CASAN é uma empresa bem-vista pelo mercado financeiro. É o que demonstra uma prospecção indicativa realizada pela Companhia junto a diferentes instituições que atuam no mercado de capitais.

A leitura de mercado foi realizada para captação de R$ 2,4 bilhões, valor avaliado pela CASAN como necessário para a primeira etapa de cumprimento das exigências do Novo Marco do Saneamento, até 2026.

A nova legislação exige das empresas prestadoras de serviços de saneamento comprovação de capacidade econômico-financeira para universalização dos serviços até 31 de dezembro de 2033, com garantia de que 99% da população terão acesso à água potável e 90% à coleta e tratamento de esgotos.

O retorno das instituições financeiras consultadas trouxe a possibilidade de obtenção de até R$ 13 bilhões – quase seis vezes mais do que a Companhia prospectou.

A operação para captação seria a emissão de debêntures simples e/ou incentivadas, o que significa que a empresa tem um bom cenário para obter também dessa forma os recursos necessários para se capitalizar e cumprir as metas do Novo Marco do Saneamento. A busca de recursos junto a bancos públicos como a CAIXA e agentes financiadores internacionais, como JICA e AFD, já é uma prática da Companhia.

“O retorno das instituições financeiras para emissão dos debêntures demonstra que a CASAN é vista com confiança pelo mercado, como uma empresa que possui saúde financeira e capacidade de cumprir com sua missão de promover o saneamento para os catarinenses”, destaca o governador de Santa Catarina, Carlos Moisés.

“Esse retorno tão positivo da prospecção indicativa nos traz ainda mais confiança para reforçarmos a infraestrutura de saneamento no Estado, cumprindo a missão da CASAN. A gestão técnica e financeira da Companhia tem contribuído muito para a eficiência da administração e equilíbrio financeiro da Companhia”, complementa a presidente da Companhia, Roberta Maas dos Anjos.

Para o diretor financeiro e de relações com investidores da CASAN, Ivan Gabriel Coutinho, o retorno obtido demonstra que o saneamento está nos holofotes do mercado financeiro, pois é um serviço essencial e uma área relacionada ao desenvolvimento social e sustentável. “É muito gratificante pois a CASAN está sendo vista como uma empresa com boa Governança Ambiental, Social e Corporativa, que tem como colaborar com o crescimento sustentável e com a qualidade de vida das pessoas”, avalia Coutinho.

Segundo ele, a redução nas estruturas da Companhia e alterações nos modelos licitatórios são pontos que estimularam essa confiança na concessionária e trouxeram mais recursos e eficiência para o saneamento. Só em processos licitatórios, a CASAN obteve uma economia de mais de R $ 100 milhões nos últimos anos, revertendo esses recursos para ampliações e novas obras de abastecimento e esgotamento sanitário.

+

Casan, Sustentabilidade e Saneamento

Loading...