Santa Catarina estuda auxílio emergencial para mais de 43 mil famílias

Dado considera as famílias que estão registradas no CAD (Cadastro Único), mas que não recebem nenhum benefício no momento

O governo do Estado estuda a criação de um auxílio emergencial que deve beneficiar mais de 43 mil famílias catarinenses. O dado foi extraído de um levantamento feito pela SDS (Secretaria de Desenvolvimento Social).

Santa Catarina pode ter auxílio emergencial especial – Foto: Mauricio Vieira/NDSanta Catarina pode ter auxílio emergencial especial – Foto: Mauricio Vieira/ND

Esse número considera as famílias que estão registradas no CAD (Cadastro Único), mas que não recebem nenhum benefício no momento.

O Cadastro é uma iniciativa do governo federal para identificar e conhecer as famílias brasileiras de baixa renda.​ Do total de 412.268 famílias de Santa Catarina que estão cadastradas, 43.537 poderão receber o auxílio. O Executivo estadual considera esse montante como o grupo prioritário do benefício.

O levantamento foi encaminhado para avaliação da governadora interina, Daniela Reinehr (sem partido), que, por sua vez, repassou à Secretaria de Estado da Fazenda. A pasta irá analisar as condições orçamentárias do Estado para que seja oferecido o auxílio emergencial.

O valor do benefício e os prazos de concessão serão definidos após avaliação do secretário de Estado da Fazenda, Rogério Macanhão. A expectativa é de que o secretário emita um parecer sobre o estudo ainda nesta semana.

Implantação do auxílio

A implantação de uma espécie de auxílio emergencial foi levantada ainda no mês de março, pelo governador Carlos Moisés da Silva (PSL) antes de seu afastamento em função do processo de impeachment.

À época, Moisés havia determinado à Secretaria de Estado da Fazenda que realizasse um estudo técnico para consultar a viabilidade de estabelecer o recurso no Estado.

+

Economia SC