Santa Catarina tem 10 mil novos desempregados, mas continua com a menor taxa do país

Estado encerrou o primeiro trimestre de 2022 com taxa de desemprego de 4,5%; percentual de trabalhadores informais também subiu no Estado

Santa Catarina encerrou o primeiro trimestre deste ano com 10 mil novos desempregados no Estado e uma taxa de desemprego de 4,5%. O número foi divulgado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e indica 5,7% a mais que no último trimestre de 2021, data em que a pasta faz o comparativo.

SC tem 10 mil novos desempregados em 2022 – Foto: Rafael Neddermeyer/Fotos Públicas/Divulgação/NDSC tem 10 mil novos desempregados em 2022 – Foto: Rafael Neddermeyer/Fotos Públicas/Divulgação/ND

Os dados apontam 181 mil pessoas desempregadas. Apesar do número, Santa Catarina continua sendo o Estado com a menor taxa de desocupação do Brasil. A taxa de desemprego nacional foi de 11,1% no primeiro trimestre de 2022 e manteve-se igual ao registro do 4° trimestre de 2021.

O resultado de Santa Catarina aponta para a perda de 9 mil postos de trabalho de janeiro a março de 2022, de acordo com a pesquisa.

Apesar de menor taxa de desemprego do Brasil, Santa Catarina registra aumento – Foto: Marco Santiago/Arquivo/NDApesar de menor taxa de desemprego do Brasil, Santa Catarina registra aumento – Foto: Marco Santiago/Arquivo/ND

Aumento de trabalhadores informais

Outro indicativo que subiu em Santa Catarina foi o número de trabalhadores informais. O registro destes trabalhadores aumentou 1,1% em relação ao 4º trimestre de 2021, equivalente a cerca de 12 mil pessoas a mais.

No total, o Estado possui 1,05 milhão de pessoas trabalhando de maneira informal. O número também é considerado o menor do Brasil pelo IBGE.

A média nacional é de 40,1%, enquanto em Santa Catarina é de 27,7%. Seguidos no ranking de menores taxas vêm o Distrito Federal com 30,3%, São Paulo com 30,5%, Paraná com 32,1% e Rio Grande do Sul com 32,8%.

+

Economia SC

Loading...