Setor imobiliário de Itajaí tem a maior valorização do país em março

De acordo com o Índice FipeZap, preço da venda de imóveis na cidade aumentou 1,56%

O mercado imobiliário de Itajaí teve a maior valorização das 50 cidades avaliadas pelo Índice FipeZap. A variação foi de 1,56%, fechando o mês de março com preço médio do metro quadrado residencial em R$ 6.632.

No acumulado do ano, referente aos meses de janeiro a março de 2021, Itajaí teve a segunda maior valorização do país, com variação positiva de 3,78%. Em primeiro lugar está a capital alagoana, Maceió, que registrou uma valorização de 4,57%.

Setor imobiliário de Itajaí teve a maior valorização do país em março – Foto: Kassia Salles/NDTVSetor imobiliário de Itajaí teve a maior valorização do país em março – Foto: Kassia Salles/NDTV

O índice monitora o preço médio da venda de apartamentos prontos em 50 cidades brasileiras, com base em anúncios na internet.

De acordo com Bruno Pereira, presidente do Sinduscon (Sindicato das Indústrias da Construção Civil) da Foz do Rio Itajaí, os números revelam o aquecimento do mercado imobiliário e sua importância econômica. “Temos vindo num crescente de valorização mensal nos últimos três meses, e este crescimento gera um círculo virtuoso de negócios, com mais movimentação econômica e geração de emprego e renda”, afirma.

Um dos motivos para o aquecimento deste setor, segundo Pereira, é a localização estratégica da cidade, “aliada à qualidade de vida que oferece, torna o investimento imobiliário na cidade um excelente negócio”, finaliza.

Outras cidades

Itapema, também no Litoral Norte, registrou uma valorização de +1,10% apenas no último mês. A cidade foi, ainda, a que registrou o maior aumento nos preços de venda de imóveis nos últimos 12 meses: +12,02%. O preço médio do metro quadrado residencial é de R$ 7.350.

Itapema registrou o maior aumento nos preços de venda de imóveis nos últimos 12 meses – Foto: Batalhão de Operações Especiais/Divulgação/NDItapema registrou o maior aumento nos preços de venda de imóveis nos últimos 12 meses – Foto: Batalhão de Operações Especiais/Divulgação/ND

Já Balneário Camboriú, que tem o metro quadrado mais caro de Santa Catarina, registrou uma valorização de 0,52% apenas em março, e +8,06% nos últimos 12 meses. O metro quadrado custa, em média, R$ 7.878.

O metro quadrado mais caro do Brasil continua sendo o do Rio de Janeiro, que custa, em média, R$ 9.503.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Itajaí e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Economia SC