Veja a situação dos postos na Grande Florianópolis com bloqueios de caminhoneiros

Postos da região, que não conta com bloqueios, são abastecidos por distribuidoras localizadas em Biguaçu e Itajaí

Até às 15h30 desta quarta-feira (8), a distribuição de combustível não foi afetada nos postos da Grande Florianópolis, informou o Sindopólis (Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis Minerais). Pelo menos 17 trechos da BR-101, em Santa Catarina, estavam bloqueados por caminhoneiros que impedem a passagem de veículos com combustível. O desabastecimento já é realidade no Norte do Estado.

Veja a situação dos postos na Grande Florianópolis com bloqueios de caminhoneirosSituação segue normalizada na Grande Florianópolis, e terminais que atendem região informaram não sofrer bloqueios – Foto: Arquivo/Carlos Jr./ND

Conforme Joel Fernandes, vice-presidente do Sindópolis, os postos de combustível da região recebem combustível de dois terminais da Transpetro, responsáveis pelo armazenamento e distribuição. Eles estão localizados em Itajaí e Biguaçu, no Vale do Itajaí e Grande Florianópolis.

Procurados pela reportagem do ND+, as unidades da Transpetro de Biguaçu e Itajaí informaram que as atividades no terminal de distribuição estão normalizadas. A PRF (Polícia Rodoviária Federal) também ressaltou que não há nenhum bloqueio na BR-101 região da grande Florianópolis.

A situação é diferente no Norte de Santa Catarina, que conta com postos de distribuição em São Francisco do Sul e Guaramirim. Este último teve acesso bloqueado pelos manifestantes na tarde desta segunda. Alguns caminhões até conseguiram entrar e abastecer, no entanto, foram impedidos de deixar a base para levar o combustível aos postos.

Na tarde desta segunda, há postos de gasolina sem combustível em Joinville, Schroeder e Rio Negrinho. Manifestantes organizados no km 25 da BR-101, em Joinville, permitem apenas a passagem de caminhões transportando mantimentos perecíveis, medicamentos e oxigênio.

Abastecimento

Fernandes afasta risco de desabastecimento completo nos maiores estabelecimentos da Grande Florianópolis, mas afirma que há pequeno risco nos chamados “postos bandeira branca” – que adquirem o combustível diretamente do fornecedor. Entretanto o problema deverá ser pontual.

Os estabelecimentos maiores contam com fornecedores próprios. Os postos adquirem os combustíveis no dia útil anterior à entrega. Ou seja, as entregas de combustíveis realizadas nesta quarta-feira foram referentes a pedido realizados na segunda.

Bloqueios

Os primeiros bloqueios foram realizados nesta terça-feira (7) por caminhoneiros favoráveis a destituição do STF (Supremo Tribunal Federal) e o voto impresso auditável. A Fetrancesc (Federação das Empresas de Transporte de Carga e Logística de SC) publicou nota repudiando os atos.

Segundo a Federação, as atitudes contrariam o “o Direito Fundamental de ir e vir, assegurado pela Constituição Federal (art. 5º, XV), além de afrontar a democracia, uma vez em que todo e qualquer cidadão deve respeitar a livre manifestação, porém não é obrigado a integrá-la”.

A Fetranscesc solicitou ao Estado que garanta a segurança dos motoristas e trabalhadores do setor. Caminhoneiros contrários ao movimento foram barrados em alguns trechos do Estado, e mesmo recebidos com pedradas pelos manifestantes.

Confira o boletim atualizado

Os boletins sobre a situação nas rodovias federais que cortam Santa Catarina são atualizados periodicamente pela PRF. A última atualização é das 15h30. Confira:

BR-101

  •  km 10 – Garuva;
  • km 25 – Joinville;
  • km 72 – Araquari;
  • km 117 – Itajaí;
  • Km 352 – Jaguaruna;
  • km 375 – Içara;
  • km 403 – Araranguá; e
  • km 451 – São João do Sul.

BR-280

  • km 1,4 – São Francisco do Sul;
  • km 11 – São Francisco do Sul;
  • km 55 Guaramirim;
  • km 121 São Bento do Sul; e
  • km 230 Canoinhas.

BR-116

  • km 07 Mafra; e
  • km 138 Santa Cecília.

BR-470

  • km 4 – Navegantes.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Economia SC

Loading...