Veja quantos empregos Joinville gerou em agosto e a posição no país

Joinville teve o melhor desempenho na geração de empregos de Santa Catarina e o segundo da região Sul

Mais uma vez, Joinville saiu bem na foto quando o assunto é criação de emprego. Foram 2.665 empregos formais criados no mês de agosto em Joinville, o terceiro melhor resultado da cidade neste ano. Foi o melhor desempenho de Santa Catarina, o segundo da região Sul – atrás apenas de Curitiba – e o 14º de todo o Brasil.

JoinvilleJoinville teve 2.665 empregos como saldo positivo em agosto. – Foto: Carlos Júnior/Divulgação ND

O estudo do CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) divulgado na quarta-feira, dia 29, indica que o acumulado nos primeiros oito meses de 2021 chega a 14.888 postos de trabalho de saldo positivo em relação a empregos criados e vagas fechadas.

O estoque de empregos na cidade mais populosa de Santa Catarina e terceira maior economia da região Sul do País passa a ser de 230.277 vagas.

O saldo na geração de empregos foi positivo em 14 dos últimos 15 meses – em todo este período, apenas dezembro registrou resultado negativo.

“Em que pese fatores desafiadores, como pandemia e inflação, a criatividade e a resiliência do setor produtivo faz com que Joinville viva um momento de pleno emprego”, avalia o presidente da ACIJ, Marco Antonio Corsini.

carteira de trabalhoO resultado de agosto também foi positivo em Santa Catarina, com geração de 20.305 vagas. – Foto: Divulgação

O empresário destaca, ainda, o fato de haver milhares de vagas abertas porque as organizações não estão encontrando candidatos com a capacitação requerida pelos cargos.

Para atacar este problema, a ACIJ lançou, em parceria com a Prefeitura e a FIESC, o programa “Joinville Emprega+”.

“Vamos qualificar quem está desempregado. Desta forma, atuamos sobre o problema econômico, que é a falta de capacitação, e também sobre o problema social, que é o número de pessoas fora do mercado de trabalho formal”, afirma o presidente da ACIJ.

O resultado de agosto também foi positivo em Santa Catarina, com geração de 20.305 vagas; e no Brasil, com criação de 372.265 postos de trabalho.

A ACIJ defende a necessidade de se trabalhar em três pilares para um novo ciclo de desenvolvimento da economia: inovação; investimento governamental em infraestrutura, que ajuda a gerar novos empreendimentos, mais empregos, mais renda e mais tributos, fazendo girar o círculo virtuoso da economia que se reflete no social; e reformas estruturantes, como a reforma administrativa e a reforma tributária, para que o governo gaste menos com a máquina pública para poder investir no desenvolvimento econômico e social.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Economia SC

Loading...