Moacir Pereira

moacir.pereira@ndmais.com.br Notícias, comentários e análises sobre política, economia, arte e cultura de Santa Catarina com o melhor comentarista politico de Santa Catarina. Fundador do Curso de Jornalismo da UFSC. Integrante da Academia Catarinense de Letras e do Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina, é autor de 53 livros publicados.


WEG, 60 anos: exemplo para o Brasil e o mundo

Grupo industrial de Jaraguá do Sul tem presença nos 5 continentes

O 16 de setembro é uma data histórica para Santa Catarina e o Brasil. Há exatamente 60 anos três catarinenses selaram uma sociedade e fundaram a WEG, em Jaraguá do Sul, hoje um dos maiores fabricantes de motores elétricos do mundo.

Werner, Eggon e Geraldo: os fundadores da WEG dia 16 de setembro de 1961 – Foto: DivulgaçãoWerner, Eggon e Geraldo: os fundadores da WEG dia 16 de setembro de 1961 – Foto: Divulgação

A marca famosa, padrão catarinense de qualidade, é resultado da união das iniciais dos fundadores: Werner Voigt, Eggon João da Silva e Geraldo Werninghaus.

O grupo industrial cresceu sob o comando de Eggon Silva e depois, por 18 anos,  com o filho Décio Silva.  Na presidência desde 2008, está o engenheiro Harry Schmelzer Júnior, que começou na empresa como estagiário há 41 anos. Os produtos  da WEG conquistaram os consumidores catarinenses, depois os brasileiros e, em pouco tempo, com fábricas em outros países, o mundo inteiro.

O industrial Eggon João da Silva era mais um destes catarinenses visionários.  Ele imortalizou um pensamento que é uma aula de gestão e empreendedorismo.

É para imprimir e e divulgar:  “Se você não tem máquinas, você pode comprar;  se você não tem dinheiro, você pode buscar um empréstimo; mas pessoas motivadas são a base do êxito”.

Em outras palavras: não bastam apenas critérios de capacitação dos colaboradores. Eles precisam estar sempre motivados.

Nestas seis décadas, a WEG não tem sido fundamental apenas para a região de Jaraguá do Sul, mas para Santa Catarina e o Brasil. Sua política de recursos humanos, a ativa presença nos empreendimentos sociais e de saúde de Jaraguá são algumas de suas marcas.

Tem uma excepcional e exemplar vocação regional, como destacou da tribuna da Assembleia Legisaltiva o deputado Vicente Caropreso.  No auge da pandemia, a WEG remodelou suas unidades para produzir, com elogiável agilidade, os respiradores que salvaram milhares de vidas.

A empresa é um show. Fabrica mais de 16.000.000 motores por ano, tem fábricas em 12 países, filiais em outros 36.  Conta com 34.000 colaboradores, dos quais mais de 20.000 no Brasil, incluídos centros de pesquisa com 3.600 engenheiros. E um faturamento de 18 bilhões de reais.

O grupo catarinense tem outra marca: a inovação tecnológica, como revelam as 1.200 linhas de produtos e lançamentos lançados com frequência no mercado mundial.

*

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...