A República das Galinhas

Uma crítica bem-humorada sobre um assunto que não tem graça nenhuma:

Divulgação ND Online

Gerson Raul Persike

Um cidadão foi ao guichê de informações da coletoria de impostos da República do Grangil e, todo assustado, estendeu um carnê sobre o balcão, perguntando ao atendente:

– Meu amigo, que imposto é esse que vocês estão me cobrando?

– Ora, respondeu o atendente, é o imposto sobre criação de galinhas.

– Mas, eu não crio galinhas!

– Sim, nós sabemos, mas é um imposto preventivo; vai que, no futuro, o senhor crie, não é mesmo?

– Espere aí! Você está me dizendo que esse é um imposto que eu deverei pagar sobre uma coisa que eu não faço?

– Isso mesmo! E, se não faz, deveria fazer! As ordens da capital, Grangília, são bem claras. Todos os cidadãos deverão recolher o imposto sobre a criação de galinhas, galos, frangos, frangotes, pintos e afins. E dê-se por satisfeito, porque agora há pouco outro cidadão pagou um imposto muito maior, sobre patos e gansos!

– Mas, isso não está certo! Como eu vou pagar por algo que não gera renda para mim ou para minha família?

– Bem, entenda esse imposto como um incentivo à produção. Como o senhor vai pagar de qualquer jeito, então, sugiro que comece a estruturar seu galinheiro.

– E se eu não pagar?

– Eu não faria isso, se eu fosse o senhor! Neste caso, teremos que aumentar o imposto sobre a guarda de cães, gatos e semelhantes!

– Que loucura é essa?

– Ora, se o senhor tem em sua casa um cachorro, por exemplo, estará obtendo um benefício emocional e nosso Governo estará cobrando o que é justo; ou, vai me dizer que o senhor não gosta de cachorro?

– Eu? Eu amo cachorro!

– Então, o amor é uma coisa cara! Nada mais óbvio, não é mesmo?

– Isso é um absurdo!

– Não, não! É necessário! Afinal, nosso país está passando por um momento um tanto o quanto delicado e precisamos contar com a boa vontade de nossos cidadãos.

– Boa vontade? Isso é extorsão!

– Não se exalte, não se exalte! Faça o seguinte… Pague e não bufe! A fila está aumentando e é provável que amanhã o senhor receba pelo correio o outro carnê.

– Outro carnê? Que carnê?

– O carnê que trata sobre a CPMF (Contribuição Provisória sobre o Milho Futuro). Afinal, o senhor vai precisar alimentar suas galinhas, não é mesmo?

Moral da história: Enquanto agirmos como galinhas, seremos alimentados como galinhas e abatidos como tais!

 

Uma semana de sucesso é o que vamos e merecemos ter.

_______________________________________________________________________

 

Gostando de nossos textos semanais? Mande sua opinião ou nos contate para ações em sua Empresa pelo e-mail: comercial@cmtreinamento.com.br

 

Acesse nosso site: www.cmtreinamento.com.br

 

Gerson Raul Persike é um especialista em atendimento, vendas, telesserviços e preparação de lideranças empresariais. Filósofo e formado no Programa de Desenvolvimento de Dirigentes da Fundação Dom Cabral, aplica assessorias nas áreas de gestão de talentos, capacitação de lideranças e formação de equipes motivadas e produtivas. Empresário, é diretor da empresa “Comunicação & Mercado – Treinamentos Empresariais”, escritor, colunista, consultor e palestrante internacional. Efetua, também, cursos, treinamentos, palestras motivacionais, gestão e planejamentos comerciais e de atendimento para Organizações de sucesso no Brasil e exterior.

Loading...