Agroindústria de SC é serviço essencial e manterá níveis de produção

Sindicarne e Acav - entidades que representam o setor no Estado - afirmam garantir suprimento à população e que cuidados de higiene serão intensificados

Excluída das restrições de funcionamento determinadas na portaria 189, publicada pelo governo do Estado de Santa Catarina nesta segunda-feira (23),  a agroindústria catarinense vai manter os níveis de produção.

As agroindústrias catarinenses mantêm níveis de produção para evitar desabastecimento – Foto: Aurora/Divulgação/NDAs agroindústrias catarinenses mantêm níveis de produção para evitar desabastecimento – Foto: Aurora/Divulgação/ND

O segmento é considerado serviço essencial, cujo objetivo é garantir a segurança alimentar da população.

Leia também

Em documento enviado no fim de semana ao governador Carlos Moisés, as duas entidades que representam o setor – Acav (Associação Catarinense de Avicultura) e Sindicarne (Sindicato das Indústrias da Carne e Derivados no Estado de Santa Catarina) – manifestaram apoio ao Executivo durante esse período conturbado economicamente.

Veja a manifestação na íntegra:

“Prezado Governador Carlos Moisés:

A ACAV e o SINDICARNE, entidades representativas das agroindústrias no Estado de Santa Catarina, vêm aqui manifestar o apoio ao Governo do Estado neste momento difícil que os municípios, o Estado, o Brasil e o mundo estão passando.

Estamos juntos com o Governo do Estado na luta que se impõe neste momento, garantindo a Vossa Excelência que manteremos os níveis de produção para que nada falte à população catarinense e brasileira, dando um cuidado mais apurado ainda aos nossos colaboradores e mantendo também a destacada sanidade animal do Estado que é reconhecida internacionalmente.

Estamos e estaremos sempre juntos para que o povo catarinense possa ter ainda mais orgulho deste Estado.

Cordialmente,

ACAV:
José Antônio Ribas Júnior, presidente.

SINDICARNE:
Irani Pamplona Peters, presidente.”

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Economia