Aproximar e manter

O que aproxima são as diferenças, mas, o que mantém são as semelhanças.

Divulgação / ND Online

Gerson Raul Persike

Essa é uma frase de ouro dos relacionamentos, sejam estes pessoais ou profissionais.

Pense você, meu amigo, minha amiga, que está num relacionamento, seja este um namoro, casamento ou mesmo no início de uma relação.

O que fez você se aproximar do rapaz ou garota que está hoje ao seu lado foi, com certeza, uma série de características físicas, emocionais e comportamentais. Dentre estas características, certamente algumas delas tem a ver com a forma como ele ou ela se porta, como fala, como interage. E você pensa:

– Puxa! Como eu gostaria de ser um pouco assim!

Talvez falar mais ou menos; apresentar-se sempre com um sorriso ou de modo mais formal; ter essa facilidade de fazer amizades ou ser mais cuidadoso e seletivo. Enfim, vemos e nos interessamos, no outro e pelo outro, as coisas que gostaríamos de potencializar em nós. Essas são as diferenças e isso nos atrai.

Contudo, devemos ter cuidado com essa empolgação inicial que os poetas chamam de paixão. Realmente, buscar no outro características que nos atraem e complementam é próprio do ser humano, mas, precisamos lembrar que não se mantém relacionamentos duradouros apostando somente nas diferenças. Afinal, com o passar do tempo, isso que antes nos atraía vai se tornando um incômodo, uma irritação ou motivos para discussões desnecessárias e improdutivas.

Claro! Afinal, a marcha do tempo é inevitável e nos traz sabedoria, mas, também, maior poder crítico e opiniões mais sedimentadas. Não que isso seja uma grande vantagem, diga-se de passagem! Às vezes é melhor a flexibilidade da dúvida positiva do que a concretude fria da razão, mas, isso é tema para outro texto.

Já no que se refere às semelhanças, mesmo que isso possa parecer inicialmente de menor importância, são estas que mantém um relacionamento duradouro. Veja você, que tem alguém ao seu lado que gosta do mesmo estilo de música, das mesmas leituras, que tem uma visão da vida positiva e alegre como a sua é. Com o passar dos anos, esses pequenos detalhes vão se tornando laços mais apertados, o nó do relacionamento vai ficando mais apertado e essas semelhanças serão a cola que unirá a relação de forma duradoura e serena.

É importante, então, fazermos essa reflexão: Quais as diferenças e semelhanças que temos em nossos relacionamentos? Claro que a união de pessoas não é uma fórmula matemática, cartesiana, exata, contudo, devemos buscar o equilíbrio nas relações pesando o que somos, o que o outro é e, principalmente, o que poderemos vir a ser juntos.

E na vida profissional? Também não é assim na relação entre os profissionais e as empresas em que trabalham?

Quando você inicia um trabalho novo, tudo é ótimo, não é mesmo? Novidades, pessoas diferentes, outros processos, novos desafios! Estas são as diferenças, ou novidades, que nos atraem. Mas, com o passar do tempo, muitos não percebem mais o que é bom e se concentram no que não é tão bom assim. Focam no que deveria ser diferente e não conseguem ver o que é positivo, não percebem que existem semelhanças importantes entre o seu modo de pensar e agir e os valores que são o guia da Empresa. Daí concentram-se nas diferenças e esquecem-se das semelhanças. Quando isso ocorre, um relacionamento profissional que poderia ser duradouro acaba, infelizmente, cedo demais.

Enfim, tanto nos relacionamentos pessoais quanto nos profissionais deveremos, sempre, avaliar o que nos atrai e o que nos une, afinal, o que atrai são as diferenças, mas, o que mantém são as semelhanças!

 

 Uma semana de sucesso é o que vamos e merecemos ter.

____________________________________________________________________________

 

Gostando de nossos textos semanais? Mande sua opinião ou nos contate para ações em sua Empresa pelo e-mail: comercial@cmtreinamento.com.br

 

Acesse nosso site: www.cmtreinamento.com.br

 

Gerson Raul Persike é um especialista em atendimento, vendas, telesserviços e preparação de lideranças empresariais. Filósofo e formado no Programa de Desenvolvimento de Dirigentes da Fundação Dom Cabral, aplica assessorias nas áreas de gestão de talentos, capacitação de lideranças e formação de equipes motivadas e produtivas. Empresário, é diretor da empresa “Comunicação & Mercado – Treinamentos Empresariais”, escritor, colunista, consultor e palestrante internacional. Efetua, também, cursos, treinamentos, palestras motivacionais, gestão e planejamentos comerciais e de atendimento para Organizações de sucesso no Brasil e exterior.