Fechada há 11 dias, JBS de Ipumirim pode encerrar atividades e sacrificar 650 mil frangos

Cerca de 1.750 funcionários diretos e indiretos podem ser demitidos, o que corresponde a 20% da população total do município

O município de Ipumirim, no Oeste do Estado, vive um dos momentos mais tensos em relação à situação da maior empresa local. A unidade da JBS está com as atividades paralisadas desde o dia 18 de maio e corre o risco de fechar as portas definitivamente.

JBS de Ipumirim – Foto: Reprodução/NDJBS de Ipumirim – Foto: Reprodução/ND

Com cerca de 1.750 funcionários diretos e indiretos, o que corresponde a 20% da população total de Ipumirim, o fechamento da JBS tem sido motivo de preocupação para a prefeitura. A empresa responde a 60% da arrecadação municipal.

O MPT (Ministério Público do Trabalho) garantiu, nesta quinta-feira (28), por meio de uma decisão da Justiça do Trabalho em Concórdia, que a empresa assegure a distância mínima dos trabalhadores de 1,5 metro e afaste todos os colaboradores com resultado positivo para o coronavírus ou com suspeita.

A empresa alega que todas as normas solicitadas pela auditoria foram cumpridas e reforçadas para a segurança do colaborador. No entanto, a empresa não consegue cumprir o espaçamento de 1,5 metros pois a produção passaria a abater menos de 40%, tornando-se inviável.

Com isso, os dirigentes da unidade anunciaram a suspensão imediata dos alojamentos e a empresa irá se manifestar em relação às aves que estão nos aviários.

A unidade informou que conseguirá atender aos serviços até a próxima segunda-feira (1º). Caso não ocorra a reabertura da unidade local, a alternativa será de sacrificar os 650 mil frangos e suspender as atividades.

O prefeito de Ipumirim, Volnei Antonio Schmidt (MDB), buscou contato junto aos deputados para intervir na situação. Dentre as tentativas, deverá ser aberta uma ação civil pública para defender a retomada das atividades da unidade fabril. 

Carreata

Moradores de Ipumirim e trabalhadores da JBS fizeram uma carreata nesta sexta-feira (29), pedindo a volta das atividades na empresa. A manifestação ocorreu pelas ruas centrais da cidade e reuniu centenas de pessoas nos automóveis.

Carreata em Ipumirim – Foto: André Krunger/NDCarreata em Ipumirim – Foto: André Krunger/ND

O que diz a JBS: 

A JBS esclarece que, desde o início da pandemia de covid-19, adotou rigorosos protocolos de controle e prevenção para proteção de seus mais de 130 mil colaboradores em todo Brasil. 

A empresa tem envidado todos os esforços na retomada das operações em Ipumirim-SC e a despeito de todos os ajustes realizados seguirem o protocolo da companhia e estarem em conformidade com as recomendações dos ministérios da Saúde, Agricultura e Economia, sua unidade segue impedida de operar.

A JBS emprega mais de 1.400 pessoas em Ipumirim e mantém contratos de integração com cerca de 240 produtores rurais. 

A Companhia lamenta os efeitos provocados pela insegurança jurídica que se reflete em seus colaboradores, fornecedores e todos os que se relacionam e dependem do funcionamento da unidade. 

A produção de alimentos é atividade essencial neste momento de pandemia conforme Decreto 10.282 e a JBS tem se dedicado na adoção rigorosa de medidas de proteção para cumprir com sua missão de produzir alimentos para a população no momento em que ela mais precisa.

05 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
  • Ronildo da Silva
    Ronildo da Silva
    Se a empresa fechar, não tem problema, é só eles irem pedir emprego no MPT... Eu se fosse o PREFEITO, colocava tudo dentro de muitos ônibus e mandava na porta do MPT... Este é o resultado de TANTA INCOMPETÊNCIA. Fecha a empresa, demite todos, aí ponto, o MPT não enche mais o saco. Simples assim.
  • joeslei
    joeslei
    Se o povo quer e a empresa também, que reabra a unidade desde que a empresa pague ou monte UTIs para seus funcionários doentes, sem necessidade de ocupação de UTIs da rede pública.
  • manezinho
    manezinho
    se o povo aceitar a ID 2020, a agenda 2030 e a nova ordem mundial (implantada 2 anos depois de Tesla morrer, com a fundação da ONU em 1945. As grandes potencias implantaram stalin e hitler pra movimentar o jogo de xadrez escrito por albert pike em 1871 que previu as 3 guerras mundiais (ele era grau 33 ocultista e satanista). Tesla queria vender a arma do raio da morte pra evitar guerras e invasões e einstein apresentou a bomba nuclear. A bomba foi escolhida. Agora planejam bomba com antimateria que mata milhões e não destrói o meio ambiente, sem geração de inverno nuclear por centenas de anos. Se a torre de babel crescer... quanto maior... maior o tombo. TAX TOLO TAX

+ Economia