Momento é favorável para elaborar e concluir projetos de PPPs, concessões e privatizaçõe

Ideia é defendida pela ACIF, que traz Wilson Poit a Florianópolis

Para o empresário paulista Wilson Poit, o Brasil está no auge para preparar e fechar boas propostas. A percepção é baseada nas experiências que teve durante o período em que participou da gestão de São Paulo, como Secretário Municipal de Desestatização e Parcerias.

Wilson Poit – Divulgação/Acif/ND

“É um caminho sem volta”, afirma o empreendedor que vem a Florianópolis, para falar na Associação Comercial e Industrial de Florianópolis (ACIF), na próxima terça-feira (26/02).

A Parceria Público-Privada (PPP) é um contrato de prestação de obras ou serviços não inferior a R$ 20 milhões, com duração mínima de 5 e no máximo 35 anos, firmado entre empresa privada e o governo federal, estadual ou municipal. Já a concessão se diferencia pela forma de remuneração do parceiro privado. O pagamento é realizado com base nas tarifas cobradas dos usuários dos serviços concedidos. Estes contratos têm tempo determinados, o que não ocorre nas privatizações, pois a venda da empresa estatal é feita em definitivo.

O tema do evento é uma das bandeiras da entidade para impulsionar o crescimento da Capital e o conhecimento de Poit na área trará contribuições importantes para disseminar esse modelo. Na Prefeitura de São Paulo, criou o Fundo de Desenvolvimento Social, o Conselho de Desestatização e Parcerias e trabalhou pela aprovação de seis projetos de lei para privatização do Anhembi e concessões do estádio do Pacaembu, parques, mercados municipais e terminais de ônibus.

+

ACIF