Prefeitura pede desconto na fatura de esgoto após contaminação na Lagoa da Conceição

Laudo divulgado pela reportagem do nd+ apontou alto nível de coliformes fecais em espuma que chama a atenção de quem passa pelo local

A Prefeitura de Florianópolis solicitou à Aresc (Agência de Regulação de Serviços Públicos de Santa Catarina) desconto de 50% na cobrança de esgoto, realizada pela Casan (Companhia Catarinense de Águas e Saneamento), aos moradores atendidos pelo Sistema de Esgoto da Lagoa da Conceição. O desconto valeria durante os próximos 90 dias.

Equipes da Prefeitura realizaram testes na Lagoa da Conceição – Foto: Eduardo Cristófoli/NDTV

A notificação extrajudicial foi expedida nesta quinta-feira (21) pelo prefeito Gean Loureiro.

Os outros 50% deverão ser utilizados pela Casan para implantar o programa “Trato de saneamento pela Lagoa”, nos moldes do “Trato pelo Capivari” já realizado nos Ingleses.

Leia também:

“Se houve falha em um serviço pago pelos moradores, é justo que recebam um ressarcimento em forma de desconto. Mais do que isso, queremos uma resposta rápida para a Lagoa da Conceição aumentando ainda mais a fiscalização em ligações irregulares”, explicou o prefeito.

Grande extensão da espuma na Lagoa da Conceição – Foto: Anderson Coelho/ND

O pedido se dá em razão dos extravasamentos da rede elevatória de esgoto da Casan na lagoa, identificados em vistoria técnica realizada na manhã de terça-feira (19). Vistoria ocorreu após denúncia feita pela pelo nd+.

A reportagem tentou contato com a Casan na manhã desta sexta-feira (22), mas não obteve retorno até às 11h.

Situação da espuma na Lagoa da Conceição nesta segunda-feira (18) – Foto: Anderson Coelho/ND

Testes com corantes identificaram problema

Nesta quarta-feira (20), a Prefeitura de Florianópolis também autuou a Companhia de Água e Saneamento em 3,2 milhões por crime ambiental.

Testes com corantes foram feitos em dois pontos na região Central do bairro, e os dois apontaram a contaminação da lagoa, ocasionada por falha na operação do sistema e consequentemente, o lançamento de esgoto na rede de drenagem pluvial.

Área do trapiche na Lagoa da Conceição – Foto: Anderson Coelho/ND

+

Economia