Projeto de expansão do Aeroporto Hercílio Luz recebe críticas da Fiesc

Entidade apontou limitações e encaminha sugestões ao Ministério dos Transportes

O projeto de expansão do Aeroporto Hercílio Luz, de Florianópolis, apresenta limitações, aponta a Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc) em ofício encaminhado ao ministro dos Transportes, Maurício Quintella Lessa. O terminal deve ser concedido à iniciativa privada no ano que vem e a previsão é que as obras de ampliação estejam concluídas até o segundo semestre de 2019, onze anos depois da previsão inicial, feita pela Infraero.

O projeto apresentado pela Secretaria de Aviação Civil não prevê a ampliação do aeroporto para operações de longo curso, que permitiriam atingir Europa e Estados Unidos com voos diretos. Segundo a entidade empresarial, operadores do trade turístico apontam que há demanda para essas linhas.

Outra crítica ao projeto é a falta de investimentos ou ações relacionados à manutenção das áreas adjacentes ao aeroporto, o que, segundo o presidente da entidade, Glauco Côrte, poderá se tornar obstáculo relevante para expansões futuras.

A Fiesc solicita ainda que seja considerada a sugestão apresentada por especialistas presentes na reunião para priorizar as obras da área de manobra, o que resultaria em ganhos de operação no curto prazo. Também chama a atenção para a não-inclusão da exploração do terminal de cargas aéreas.

Aeroporto de Florianópolis irá a leilão até o começo do ano que vem - Arquivo/ND
Aeroporto de Florianópolis irá a leilão até o começo do ano que vem – Arquivo/ND

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...