Quem tem direito ao auxílio de R$ 600? Confira os requisitos

Projeto aprovado pelo senado na noite desta segunda-feira (30) ainda depende de sanção do presidente Jair Bolsonaro

O “coronavoucher”, auxílio no valor de R$ 600,00 aprovado pelo Senado nesta segunda-feira (30), depende apenas da sanção do presidente Jair Bolsonaro e, então, uma Medida Provisória para a liberação de seus recursos.

Os alvos da verba do governo são trabalhadores autônomos, trabalhadores informais, empreendedores individuais (MEI) e desempregados. Para famílias com dois ou mais trabalhadores e para mães que sejam responsáveis pelo sustento do lar, serão R$ 1,2 mil.

O “coronavoucher” foi ampliado também para o trabalhador cuja jornada de trabalho depende de demanda.

Quem tem direito

O benefício será pago às pessoas que sejam maiores de 18 anos, não tenha registro em carteira e nem tenham sido obrigados a declarar Imposto de Renda em 2018.

Requisitos para ter acesso ao benefício – Foto: Agência Senado/divulgação/NDRequisitos para ter acesso ao benefício – Foto: Agência Senado/divulgação/ND

Pagamento

Os beneficiários receberão o valor em contas criadas especialmente para esse fim, que não exigirão a apresentação de documentos e não terão taxas de manutenção. Os pagamentos serão realizados pela Caixa Federal e pelo Banco do Brasil, em pelo menos três parcelas.

Será possível fazer uma movimentação gratuita por mês para qualquer outra conta bancária.

Leia também:

Quarentena: Associação Comercial e Industrial de Florianópolis cobra plano do governo

+

Economia