Vampiros e Escorpiões

Você já ouviu falar de vampiros? Claro que sim! Nesta onda sem fim de filmes e livros tratando do tema é praticamente impossível ficar alheio aos seres sedentos de sangue mesmo que, nos últimos tempos, estes vampiros estejam mais metrossexuais do que gostaria o velho e bom Bram Stoker, escritor irlandês e criador do livro “Drácula”, lá pelos idos do fim do século XIX. Este, coitado, deve estar se revirando no túmulo ao ver estes vampiros adocicados dos tempos atuais.

Divulgação / ND Online

Gerson Raul Persike

Mas, não é deste tipo de vampiro que quero falar. O tema de hoje se refere aos “vampiros emocionais”; aqueles seres nebulosos que povoam os círculos de amizades, famílias e, logicamente, ambientes corporativos.

Ou você nunca teve o desprazer de conversar com um deles? O problema é que, na maioria das vezes, não conseguimos percebê-los de imediato. Eles vêm com uma conversa sedutora, interessante e, aparentemente, verdadeira. Falam que você é o máximo, que gostam muito de você; dizem:

-Obrigado por você existir!; e por aí vai… Na sequência, contudo, vem a mordida:

– Você pode me emprestar um dinheirinho? Ou

– Não tenho como entregar o trabalho a tempo! Você pode quebrar um galho e fazer para mim?

Normalmente os vampiros emocionais são discretos, mas articulados; interessantes, mas misteriosos; sorridentes, mas calculistas.

Depois de um tempo convivendo com eles, você sente como se a sua energia, motivação e iniciativa fossem minguando, diminuindo, sumindo… Claro, afinal estes vampiros não bebem sangue, mas se alimentam da boa vontade dos outros. E quando esta fonte seca, eles simplesmente procuram outra vítima.  Simples, assim!

Portanto, fique alerta e atente, também, para a história do sapo e do escorpião, que ilustra bem uma variação deste tema:

O sapo estava à beira de um rio e precisava chegar à outra margem. Para o sapo ia ser fácil, já que estava acostumado com a correnteza.

Contudo, de repente, ao seu lado ele percebe a presença de um escorpião. O sapo já estava se preparando para começar sua travessia quando o escorpião, todo sorridente, falou:

– Meu amigo, sapo! Preciso lhe pedir um favor. Eu tenho que atravessar este rio, mas não sei nadar. Então, gostaria de subir nas suas costas e ir de carona. O que você me diz?

O sapo nem pensou e já disparou: – Ora, escorpião! É claro que não! Você irá me picar e eu vou morrer!

Mas o escorpião soube ser convincente: – Meu caro sapo. Eu não irei fazer isso; afinal, se eu lhe picar, morro junto com você! Nós dois estaremos no meio do rio, lembra?

E o sapo, convencido pelo escorpião, deixou-o subir em suas costas e começou a nadar. Quando chegou ao meio do rio, sentiu uma ferroada nas costas. Assustado e aturdido, falou ao escorpião:

– Mas, o que é isso? Você me picou! Você não vê que, agora, nós dois vamos morrer?

E o escorpião respondeu: – Sapo… Creio que você é que não percebeu quem eu sou. Sou um escorpião e é da minha natureza picar! E lá foram os dois para o fundo do rio!

E é assim meus amigos… Os escorpiões picam, mesmo! Logicamente que eles sempre irão preferir disparar suas ferroadas nas presas quando estiverem seguros; mas, em última instância, vão ferroar sem dó, mesmo que em alguns casos também sejam envolvidos na situação.

Percebam que existem algumas diferenças entre os vampiros emocionais e os escorpiões. Os primeiros sugam a energia de forma sutil, medem mais as consequências e são mais astutos; os segundos são mais agressivos e, muitas vezes, não temem ir para o fundo, desde que lhe levem junto.

O importante, nestes casos, é você ficar atento. Auxilie quem merece; avalie em seu círculo de contatos, aquelas pessoas trabalhadoras, corretas, comprometidas e positivas. Estas merecem receber seu apoio e consideração. Dos vampiros emocionais e dos escorpiões, mantenha distância.

Afinal, mordidas e ferroadas não fazem bem a ninguém que é do bem!

Uma semana de sucesso é o que vamos e merecemos ter.

____________________________________________________________________

 

Gostando de nossos textos semanais? Mande sua opinião ou nos contate para ações em sua Empresa pelo e-mail: comercial@cmtreinamento.com.br

 

Acesse nosso site: www.cmtreinamento.com.br

 

Gerson Raul Persike é um especialista em atendimento, vendas, telesserviços e preparação de lideranças empresariais. Filósofo e formado no Programa de Desenvolvimento de Dirigentes da Fundação Dom Cabral, aplica assessorias nas áreas de gestão de talentos, capacitação de lideranças e formação de equipes motivadas e produtivas. Empresário, é diretor da empresa “Comunicação & Mercado – Treinamentos Empresariais”, escritor, colunista, consultor e palestrante internacional. Efetua, também, cursos, treinamentos, palestras motivacionais, gestão e planejamentos comerciais e de atendimento para Organizações de sucesso no Brasil e exterior.