Acadêmicos do curso de Medicina denunciam falta de professores na UFSC de Araranguá

Preocupados com a continuidade das aulas, os acadêmicos do curso de medicina da UFSC de Araranguá procuraram o Ministério Público. Eles alegam que não há professores suficientes e que, por isso, as aulas práticas do curso podem estar ameaçadas.

+

BG Criciúma

Loading...