Acordo salarial entre Governo e professores de Santa Catarina pode acontecer segunda (16)

Secretaria de Estado de Educação entrega a última proposta, que será avaliada em assembleia estadual da categoria na terça (17)

A próxima segunda-feira (16) será de definições entre o governo do Estado e o Sinte-SC (Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Santa Catarina). Às 15h, o secretário de Estado da Educação, Eduardo Deschamps, entrega a última proposta salarial para a categoria.

Divulgação/ND

Representantes da Secretaria de Educação e do Sinte reuniram-se nesta sexta-feira

Depois de uma semana marcada por reuniões entre membros do sindicato com a Secretaria de Estado da Educação, a sexta-feira foi definitiva para o fechamento da mesa de negociações. Com clima de otimismo, Deschamps acredita que as partes chegarão a um consenso. Porém, o Sinte-SC permanece com a ameaça de greve a partir de terça-feira, após a assembleia estadual da categoria.

A nova proposta do governo pode ser uma tabela salarial sugerida pelo sindicato da categoria. No ano passado, o Sinte apresentou uma tabela que diminui os níveis para seis e aumenta as referências para dez. A Secretaria deve estudar a proposta durante o fim de semana. “Há uma modificação no desenho da tabela que permite distribuir melhor o salário dos servidores. Vamos analisar os números finais e apresentar para o governador, para entregar a decisão na segunda”, contou o secretário.

Segundo a diretoria do sindicato, apesar de o governo decidir utilizar a nova tabela do plano de carreira como base, eles ainda não apresentaram nenhuma proposta concreta, nem valores que atendam as reivindicações da categoria. Os professores exigem a descompactação da tabela e o reajuste de 22,22%, índice nacional aplicado no reajuste do piso do magistério, para todos os profissionais da educação.

Acesse e receba notícias da Grande Florianópolis pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Educação