Alunos da educação infantil de Jaraguá do Sul recebem chromebooks

No compasso da educação digital, mais de 1.700 equipamentos estão sendo distribuídos aos centros de educação infantil e escolas básicas

Pensando em uma educação moderna que agrega as tecnologias digitais ao processo de ensino e aprendizagem, a prefeitura de Jaraguá do Sul investiu R$ 4,75 milhões na aquisição de 1.708 chromebooks e 42 gabinetes de recarga.

Também foram adquiridos 11 computadores e 11 monitores para os técnicos da Secretaria de Educação e cinco notebooks para alunos cegos da rede municipal de ensino.

Equipamentos ajudam a implementar cultura digital, mantendo professores e alunos conectados – Foto: PMJS/Divulgação/NDEquipamentos ajudam a implementar cultura digital, mantendo professores e alunos conectados – Foto: PMJS/Divulgação/ND

Segundo a Secretaria, a rede municipal já atua com chromebooks em todas as escolas, e agora ampliará para os centros de educação infantil. Todas as turmas de pré-escola (crianças a partir de 4 anos de idade) terão um equipamento por criança, enquanto as demais turmas dos Centros (maternal e berçário) receberão um equipamento por turma.

Os chromebooks se assemelham a um pequeno notebook e 700 unidades serão destinadas aos CMEIs (centros de educação infantil), enquanto 1.008 irão para as Escolas Municipais de Educação Básica que atendem mais alunos. A dosagem de uso fica a cargo do professor, que é responsável pelo planejamento educacional.

Criando uma cultura digital na educação

Além da compra de equipamentos, a Secretaria Municipal da Educação criou 980 ambientes de sala de aula digital pela plataforma Google Sala de Aula, garantindo o atendimento integral de todos os alunos e o cumprimento do calendário escolar.

“Também foram criadas salas de aula digitais para todos os grupos de professores para compartilhamento de materiais de pesquisa, atividades e troca de experiências. Hoje, todo o planejamento da Rede é digital”, explica a secretária Ivana Dias.

A medida atende ao currículo municipal e à Base Nacional Comum Curricular (BNCC), que prevêem a educação digital desde a educação infantil. “Nossos alunos já têm a cultura digital e sabem como lidar com a conectividade fora do ambiente educacional. E serão eles a ampliar, como cidadãos e futuros empreendedores, o conceito de cidade inteligente”, afirma Ivana.

A construção desse ambiente propício à educação digital é um investimento contínuo da Secretaria. Somente em 2021, foram investidos R$ 5,2 milhões.

Mas os aportes financeiros vêm sendo realizados desde 2019 na aquisição de equipamentos de informática; locação de computador para desenvolvimento de projetos; contratação de equipe técnica para instalação de rede lógica nas unidades escolares; aquisição de 500 chips com pacotes de dados móveis para alunos terem acesso às salas de aula virtuais, durante a pandemia de Covid -19; entre outros.

O que é educação digital

A educação digital pode ser definida como a prática de ensino que inclui suportes de tecnologias digitais em seu método de ensino. Ela não se resume a instituições de ensino com computadores ou estudantes com acesso a notebooks e smartphones.

A metodologia requer que professores, tutores e gestores educacionais se adequem às novas demandas dos estudantes, que já nasceram em um contexto digital.

Chromebooks estão sendo distribuídos em centros de educação infantil de Jaraguá do Sul – Foto: PMJS/Divulgação/NDChromebooks estão sendo distribuídos em centros de educação infantil de Jaraguá do Sul – Foto: PMJS/Divulgação/ND

Portanto, educadores também devem saber utilizar as tecnologias para oferecer aulas mais interativas e digitais. “As salas de aula digitais são imprescindíveis, porque têm formato organizacional próximo ao contexto presencial. No entanto, qualquer tecnologia será inviável se não houver bons professores mediando a relação de ensino-aprendizagem”, avalia a secretária.

Além disso, o município adota outras ferramentas, como o Diário Digital, implementado a partir de 2018 e que permite aos professores registrarem os objetos de conhecimento, estratégias e instrumentos de avaliação e geração dos divulgadores de resultados dos alunos.

O planejamento de aulas no sistema digital começou em 2021, facilitando o trabalho do professor e o acompanhamento dos planejamentos na unidade escolar e na Secretaria de Educação. Por fim, o Portal do Aluno, permite aos pais e responsáveis acompanhar o boletim escolar e as aulas ministradas, verificando os objetos de conhecimento abordados pelos professores, além dos dias em que há avaliação agendada.

A educação digital também se estende aos processos extraclasse, como a remoção de servidores efetivos, a escolha de vagas de servidores contratados e inscrições em processos seletivos, tudo de forma online, resultando em economia de tempo e papel.

“A educação digital já é realidade, é parte do hoje e do amanhã. E a pandemia nos mostrou que a rede que não está conectada pode ser paralisada a qualquer momento”, finaliza a secretária.

+

Prefeitura de Jaraguá do Sul

Loading...