Aulas na rede municipal voltam dia 8 de fevereiro em Joinville

Aulas funcionarão em sistema de rodízio com 50% dos alunos em sala de aula; atividades em casa serão mantidas

A volta às aulas em Joinville, Norte de Santa Catarina, está marcada e com planejamento de retomada traçado. Na manhã desta quinta-feira (14), o município apresentou o planejamento para que os estudantes retomem as atividades presenciais a partir do dia 8 de fevereiro.

Município apresentou plano de volta às aulas e mantém sistema híbrido – Foto: Luana Amorim/NDMunicípio apresentou plano de volta às aulas e mantém sistema híbrido – Foto: Luana Amorim/ND

De acordo com o planejamento, as aulas voltam no dia 8, cinco dias após o retorno dos professores às escolas. A carga horária será completa, ou seja, diferente da retomada no fim do ano passado, quando os alunos ficavam apenas três horas na escola, agora a carga horária seguirá normal, sem redução.

“Isso é importante para retomarmos a qualidade de aprendizagem dos nossos alunos. Ficamos quase um ano parados, então, buscamos com isso melhorar esse assunto”, disse o prefeito Adriano Silva.

As turmas funcionarão com 50% da capacidade e em sistema de rodízio: em uma semana, metade dos estudantes estarão na escola e a outra parcela com as atividades em casa. Na semana seguinte, há a inversão desse sistema. Os estudantes e profissionais que fazem parte do grupo de risco continuarão com as atividades remotas. Além disso, os pais continuam com a opção de manter os filhos apenas com as atividades em casa.

“Mas queremos mostrar que esse nosso modelo é seguro e efetivo”, disse o secretário da Educação Diego Calegari.

Um dos cuidados é a distribuição de merenda, que será servida em porções individuais, evitando aglomerações e possibilitando condições seguras de alimentação. Entre as medidas de segurança nas escolas estão a aferição de temperatura, higienização das mãos e o uso obrigatório de máscara.

“Vamos monitorar a questão do distanciamento, para evitar que haja aglomeração. Claro que casos pontuais serão verificados. Também queremos trabalhar com os alunos para que eles ajudem a conscientizar as famílias sobre os cuidados com o vírus”, salientou o secretário.

Sobre os pais, o prefeito reforça que o cuidado tem que vir de casa também. “Não adianta ter os cuidados e o pai fazer festa e aglomerar em casa. Então, queremos levar essa consciência também para as famílias”, complementou.

 Turmas funcionarão com 50% da capacidade e em sistema de rodízio – Foto: Alpha/NDTV Turmas funcionarão com 50% da capacidade e em sistema de rodízio – Foto: Alpha/NDTV

Calegari reforça, ainda, que todos os estudantes terão apoio pedagógico, tanto os que estiverem em sala de aula, como aqueles que estiverem com as atividades on-line. “Em todo o período que o professor estiver na sala de aula, outro estará dando apoio aos que estiverem em aula on-line. Isso acontecerá por meio de um aplicativo, para que não tenha sobrecarga e eles trabalhem com a carga horária normal”, explicou.

O secretário também afirma que os profissionais de educação não vão sofrer com sobrecarga das atividades por conta do modelo híbrido.

A ação faz parte do plano “Joinville na luta contra o coronavírus” que, nesta primeira fase, tem como eixo a saúde e a educação.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Educação