Aulas presenciais em Florianópolis retornam com protocolo sanitário contra Covid-19

Os 30% dos trabalhadores da rede municipal de ensino que estavam em greve retornaram às salas de aula, que abriram seguindo todas medidas de prevenção

As aulas presenciais foram retomadas integralmente nesta segunda-feira (31) nas unidades educativas da rede municipal de ensino da Capital. Todas as unidades já receberam da Prefeitura de Florianópolis os EPIs (equipamentos de proteção individual) de acordo com a portaria 983, de 15 de dezembro de 2020, do Governo do Estado, que estabelece os protocolos de segurança sanitária para o retorno às atividades escolares.

Aulas presenciais foram retomadas integralmente nesta segunda-feira (31) – PMF/Divulgação/NDAulas presenciais foram retomadas integralmente nesta segunda-feira (31) – PMF/Divulgação/ND

Nos itens de EPIs estão máscara descartável, borrifador, face shield (protetor facial), avental e termômetro. Além disso, houve distribuição de todos os itens de material de higiene e limpeza, incluindo álcool 70 líquido, álcool em gel, água sanitária e papel toalha, dentre outros.

Além disso, escolas e núcleos de educação infantil receberam adesivos e cartazes de conscientização, com os dizeres “Vamos nos proteger, use sua máscara”, “Vamos nos proteger”, “Vamos nos proteger, cheque sua temperatura”, “ Vamos nos proteger, mantenha o distanciamento (1.5 metro)”, “Vamos nos proteger e higienize bem as mãos”.

Em audiência realizada na última quinta-feira (27) o Sintrasem (Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Florianópolis) resolveu acatar a determinação da desembargadora Bettina de Moura, do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, e retornar com as aulas presenciais (ensino híbrido) em todas as unidades municipais de Florianópolis.

Vacinação dos profissionais

A vacinação dos profissionais de educação já começou, conforme divulgado desde o início do PNI (Plano Nacional de Imunização), após o grupo prioritário com comorbidades. No último sábado (29), a imunização foi estendida a todos os trabalhadores envolvidos com o setor de educação de Florianópolis, do 6º ao 9º ano do ensino fundamental, público e privado.

Nesta terça-feira (1/6) os trabalhadores da educação infantil, ensino médio, ensino fundamental, profissionalizantes, EJA e ensinos superiores públicas ou privadas poderão se vacinar na Capital. A ação inclui professores, auxiliares, diretores, coordenadores, profissionais de limpeza, segurança, alimentação e demais setores.

“Estamos muito felizes com a decisão da justiça, que decretou o fim da paralisação no município de Florianópolis e hoje retornaram às aulas o percentual de 30% que estavam em greve. O direito educacional foi garantido mais uma vez. Ressalto ainda que, desde o início do ano, as escolas e creches funcionam seguindo todos os cuidados necessários e protocolos sanitários exigidos para a realização das aulas. Deixo meu agradecimento a todos que já estão trabalhando desde o início do ano letivo e, aos que regressaram hoje, muito sucesso nas atividades”, afirma o secretário municipal de Educação, Maurício Fernandes.

Os trabalhadores que estavam em greve terão que repor os dias parados, apresentando um plano à pasta e ao MPSC (Ministério Pública de Santa Catarina). A Secretaria Municipal de Educação, indica que os pais ou responsáveis que estiverem com dúvidas sobre o retorno devem entrar em contato com cada instituição de ensino. Os funcionários da área de educação do município entraram em greve em março deste ano.

Pontos de vacinação nesta terça-feira (1) contra a Covid-19

Pontos fixos e drive-thrus – 9h às 16h

– Beira-mar Continental

– Centro de Eventos da UFSC

– Centro de Eventos Luiz Henrique da Silveira

– Antigo Aeroporto

Ponto fixo – 9h às 17h

– Floripa Shopping

  • Documentação para trabalhadores da educação: Documento com foto e declaração preenchida por responsável da instituição de ensino (bit.ly/vacinafloripaeducacao) modelo também está disponível no site www.covidometrofloripa.com.br) ou contracheque de um dos últimos três meses.

Conforme determina a Lei Municipal nº 10.199, de 27 de março de 2017, a Prefeitura Municipal de Florianópolis informa que a produção deste conteúdo não teve custo, e sua veiculação custou R$2.000,00 reais neste portal.

+

Prefeitura de Florianópolis