Colégio Antônio Peixoto investe no desenvolvimento integral dos alunos da Educação Infantil

Trabalho realizado no CAP tem por objetivo a evolução dos aspectos intelectuais, psicológicos e sociais das crianças de zero a 5 anos, considerando, acima de tudo, o bem-estar dos estudantes

A separação dos pais, as novas amizades, descobertas, as primeiras conquistas e professores. Considerada uma das etapas mais importantes da formação escolar da pessoa, a educação infantil, que compreende a faixa etária de zero a 5 anos, possibilita o desenvolvimento integral do indivíduo, físico, psicológico e intelectual. É essencial ainda para que a criança tenha um convívio social além do núcleo familiar, aprenda a se relacionar e viver em sociedade, desenvolvendo habilidades fundamentais à formação humana, além das capacidades cognitivas e motoras.

Trabalho realizado no CAP tem por objetivo a evolução dos aspectos intelectuais, psicológicos e sociais das crianças de zero a 5 anos – Foto: Divulgação/Lagarta FotografiaTrabalho realizado no CAP tem por objetivo a evolução dos aspectos intelectuais, psicológicos e sociais das crianças de zero a 5 anos – Foto: Divulgação/Lagarta Fotografia

No CAP (Colégio Antônio Peixoto), de Florianópolis, o trabalho realizado nesta fase da educação tem por objetivo o progresso de todos estes aspectos, destaca a diretora pedagógica da escola, Cláudia Rosa. “Consideramos, acima de tudo, o bem-estar da criança, o seu grau de desenvolvimento, a sua diversidade cultural e os conhecimentos a serem universalizados, que devem ser complementados com a ação da família e da sociedade. As atividades desenvolvidas são adequadas aos níveis de compreensão das crianças, sempre buscando a integração do aluno com o meio social”, explica.

A diretora esclarece ainda que, na fase pré-escolar, é fundamental a exposição da criança a situações nas quais ela possa desenvolver sua socialização, a partir do autoconhecimento e do conhecimento do “outro”. “As atividades que trabalhamos com a criança despertam o seu interesse, são relevantes à sua vida e oferecem oportunidades para que desenvolvam sua curiosidade, senso crítico e o desejo de viver novas experiências, possibilitando a formação de uma atitude confiante diante de novos desafios”, ressalta.

Cláudia lembra que na educação infantil, o aluno tem oportunidades pedagógicas carinhosamente pensadas para seu desenvolvimento integral. “Essa etapa é essencial na formação do estudante, pois a escola atua como espaço social, que contribui não apenas para a transmissão de saberes, mas para a construção de novas leituras do mundo que nos cerca. Na educação infantil eles já vivenciam situações que permitem a compreensão de si e do outro, aprendem a dividir, a se posicionar de forma crítica, desenvolvem sua independência, enfim, dão início a competências que farão a diferença durante toda a vida”, diz.

No projeto do CAP, a diretora pedagógica destaca ainda a aprendizagem por projetos, com o eixo maior das brincadeiras. “A criança socializa, aprende, coloca a mão na massa, faz descobertas, é desafiada a ir além. É um segmento bastante dinâmico que envolve o cuidar e o ensinar sob a ótica da socialização, da cooperação, da construção coletiva”, reforça.

Descobertas feitas pela criança

A estrutura curricular adotada no CAP é baseada nos campos de experiência sugeridos na BNCC (Base Nacional Curricular Comum). Entendem que a partir do estímulo para a construção de habilidades voltadas para o eu, o outro e nós, corpo, gesto e movimento, traços, sons, cores, formas, escuta, fala, pensamento, imaginação, espaço, tempo, quantidades, relações e transformações, estaremos contribuindo para que o aluno construa uma base bem sólida pronta para as futuras aprendizagens. Educar, para o CAP é “provocar a descoberta” – isto é, estimular a procura do conhecimento.

Segundo Cláudia, Rosa, diretora pedagógica do colégio na fase pré-escolar, é fundamental a exposição da criança a situações nas quais ela possa desenvolver sua socialização – Foto: Divulgação/Lagarta FotografiaSegundo Cláudia, Rosa, diretora pedagógica do colégio na fase pré-escolar, é fundamental a exposição da criança a situações nas quais ela possa desenvolver sua socialização – Foto: Divulgação/Lagarta Fotografia

Estrutura e atividades

No Colégio Antônio Peixoto os alunos da educação infantil participam desde cedo de aulas de Inglês, pois é desenvolvido um projeto bilíngue diariamente. Além disso, são oferecidas aulas de Educação Física, Arte e Música.

Todos os dias são realizadas também atividades motoras embasadas em projetos extracurriculares como taekwondo, dança, ginástica rítmica e natação. A estrutura da escola inclui ainda uma rica brinquedoteca, biblioteca com acervo físico e digital, pátio coberto com brinquedos interativos, pátio ao ar livre, além de brinquedos gigantes como blocos construtor, tobogã e quadra de esportes.

A educação infantil no CAP inicia-se pelo berçário, onde os bebês ficam dos quatro aos 18 meses em um ambiente amplo, planejado especialmente para eles brincarem e explorarem o ambiente e o cotidiano. Os pequenos têm uma rotina planejada especialmente para atender suas necessidades, que inclui horário para brincadeiras, soninho em um espaço próprio e alimentação, além da estimulação com música clássica, atividades motoras e música. As crianças ainda têm uma cozinha exclusiva para atendê-las, sala de higiene e um solário com brinquedos para atividades externas.

Atividades e ambientes adequados para cada faixa etária

O trabalho é regido pela professora e sua auxiliar e tem por finalidade o amplo desenvolvimento da linguagem, independência nos movimentos motores e, principalmente, a sociabilização da criança.

As turmas se subdividem de acordo com a faixa etária e são atendidas por uma equipe de professores e auxiliares totalmente especializada.Estas turmas contam com uma área de lazer exclusiva (parques/pátios) adequada a cada grupo. Esses ambientes têm pias, banheiros e bebedouros adaptados às necessidades dos alunos, o que contribui para a independência aos poucos conquistada.

Os brinquedos, tanto do parque como os de sala, são adequados aos objetivos de cada turma e levam em conta a segurança e o foco nos objetivos pedagógicos. A criança, mesmo enquanto brinca, está desenvolvendo algumas habilidades que serão de suma importância para seu crescimento.

A estrutura física da sala de aula prioriza a proposta de ensino definida para o jardim. Neste período existe a preocupação com o letramento, ou seja, promoção do acesso ao uso social da linguagem oral e escrita. Os maiores objetivos desse segmento são o despertar da autonomia, ampliação da coordenação motora, socialização e pré-alfabetização (apesar de alguns alunos consolidarem sua alfabetização ainda nessa etapa, esse não é o foco).

NO CAP, as atividades e ambientes adequados para cada faixa etária da criança – Foto: Divulgação/Lagarta FotografiaNO CAP, as atividades e ambientes adequados para cada faixa etária da criança – Foto: Divulgação/Lagarta Fotografia

Valores e princípios

A diretora pedagógica do CAP explica que desde pequenos, os estudantes são estimulados dentro dos diferenciais do colégio de amor à pátria (acompanham o ato cívico semanal, perfilados no pátio, como as demais turmas), respeito e solidariedade. Aprendem a compartilhar brinquedos e a se posicionar frente aos fatos da realidade cotidiana. O currículo contempla ainda aulas de Educação Física, Informática, Inglês, Culinária, Educação Ambiental e Música. Em regime extracurricular, são oferecidas aulas de Dança, Ginástica Rítmica, Taekwondo e Natação.

“A educação infantil frequenta a biblioteca do colégio uma vez por semana. Neste momento participam da Hora do Conto. Também realizam experimentos no Laboratório de Ciências e, semanalmente, participam de atividades na sala de Informática e na quadra de esportes”, finaliza a diretora pedagógica, Cláudia Rosa.

Educação Infantil é no CAP

+

Educação

Loading...