Como será o retorno as aulas na região da Foz do Rio Itajaí

Governo do Estado regulamentou o retorno às aulas presenciais para as regiões em nível alto (amarelo) e moderado (azul)

Depois da regulamentação da volta às aulas presenciais pelo Governo Estadual, fica a dúvida: afinal, as aulas presenciais vão voltar? A portaria emitida no dia 6 de outubro autoriza o ensino presencial somente nas regiões com risco moderado ou alto no mapeamento estadual. De acordo com o último mapeamento, divulgado na quinta-feira, 15, a região da Foz do Rio Itajaí está em nível grave de contágio.

Portaria do Governo do Estado autoriza o retorno das aulas presenciais nas regiões com risco alto e moderado de contágio por Covid-19. – Foto: Pixabay

De acordo com a portaria 592 do Governo Estadual, nas regiões deste nível, as aulas presenciais nas redes pública e privada de ensino, municipal, estadual e federal, da educação infantil, ensino fundamental, nível médio, educação de jovens e adultos (EJA) e ensino técnico seguem suspensas.

No dia 7, os prefeitos das 11 cidades da região da Amfri (Associação dos Municípios da Região da Foz do Rio Itajaí) determinaram que as aulas da rede pública municipal não voltam em 2020 na região.

A reunião contou com presença das secretarias de educação dos municípios de Balneário Camboriú, Balneário Piçarras, Bombinhas, Camboriú, Ilhota, Itajaí, Itapema, Luiz Alves, Navegantes, Penha e Porto Belo, e da consultora em Educação da Amfri, Gilmara da Silva.

Escolas estaduais preparam plano de contingência

A coordenadora das escolas estaduais da região de Itajaí, Cleonice Wehmuth Monteiro Berejuk, explica que cada unidade irá criar um plano de contingência, que deve ser aprovado para um eventual retorno.

“Estes planos reforçam os protocolos criados através das diretrizes sanitárias e tratam das especificidades de cada unidade para que a segurança no momento do retorno seja garantida da forma mais abrangente possível”, explica.

Pais de alunos querem o retorno às aulas

No domingo (18), pais de alunos vão se reunir em uma manifestação em frente à Prefeitura de Itajaí pedindo a volta às aulas. Segundo a organização, cerca de 200 pessoas confirmaram participação, entre pais e estudantes das redes municipal, estadual e particular de ensino.

+

Educação