VÍDEO: Coral virtual de escola de Joinville une alunos e emociona

Coral JB, da Escola Municipal João Bernardino, integrou 27 alunos e dois professores

Tecnologia sim, mas com muita emoção. O Coral JB, da Escola Municipal João Bernardino, de Joinville, está usando a internet para manter conectadas as vozes de seus participantes.

Com a colaboração de integrantes do Conjunto de Flautas da Escola, foi gravado um vídeo interpretando a música “Mulher Rendeira”, composição do folclore brasileiro, que já tinham começado a ensaiar no início do ano.

A iniciativa partiu da professora Michele Mohr Vicente, responsável por desenvolver na escola os projetos de extensão da Casa da Cultural de coral, flautas e piano.

O coral já dura cinco anos e reúne estudantes do 1º ao 9º ano. A diferença de idades gera colaboração e empatia. “É bonito ver como os mais velhos protegem e cuidam dos mais novos”, explica ela.

Segundo Michelle, com a suspensão das aulas presenciais, os alunos estavam sentindo falta das atividades, mesmo que os encontros ocorram no contraturno escolar.

Para formatar o vídeo, com cerca de dois minutos e meio, foi necessário envolvimento dos alunos. Cada um teve de gravar sua voz ou instrumento, sozinho, sendo guiado pelo vídeo da professora Michele.

Projetos de coral e instrumentos

“Mesmo sem poder estar juntos, nos comunicamos cantando, virtualmente. Gostei muito. Os projetos de coral e instrumentos sempre me ajudaram bastante, antes da quarentena e agora também”, relata Penélope Telles, 12 anos, no coral desde os 7.

Mical de Oliveira, de 10 anos, aluno do conjunto de flautas, disse que a experiência foi incrível, desde o momento da gravação de sua parte até receber o material pronto. “Foi emocionante assistir o vídeo e saber que fiz parte dele. Compartilhei com todos meus familiares”, falou.

“O vídeo renovou esta sensação de pertencer. Mesmo que estejamos separados, por meio da música voltamos a estar unidos”, relata a professora Michelle.

A iniciativa integrou 27 alunos e dois professores, contando com o professor de violino Pedro Romão Mickucz, que dá aulas de história na rede municipal de ensino, e ainda desenvolve o Projeto Meu Primeiro Violino. O arranjo musical é de Edino Krieger.

Michelle adiantou que um novo vídeo será produzido, e os alunos que não conseguiram enviar o material no primeiro vídeo já se disponibilizaram a participar.