Decretos do coronavírus: confira o que já está funcionando em Joinville

Após novas portarias que liberaram o retorno de algumas atividades, veja o que está permitido funcionar na maior cidade de Santa Catarina

Apesar do decreto estadual que define o período de quarentena em Santa Catarina até esta terça-feira (7), aos poucos, o Governo vem flexibilizando a decisão e permitindo a abertura de alguns setores da economia. Entre eles,  construção civil, lotéricas e bancos, além de profissionais autônomos.

O reflexo da abertura de alguns comércios já é percebido nas ruas. Na manhã desta segunda-feira (6), por exemplo, no Centro e em alguns bairros de Joinville, no Norte do Estado, foi possível flagrar um grande número de carros e pessoas circulando nas ruas e voltando à rotina.

Por conta das inúmeras mudanças nos decretos estaduais, o nd+ preparou uma lista com os comércios e serviços que já estão em funcionamento na cidade mais populosa de Santa Catarina. Além disso, é possível conferir a lista de atividades permitidas no site da Polícia Militar do Estado.

Região central de Joinville nesta segunda-feira, dia 6: abertura de serviços já trouxe reflexos nas ruas – Foto: Adrielli Evarini/NDRegião central de Joinville nesta segunda-feira, dia 6: abertura de serviços já trouxe reflexos nas ruas – Foto: Adrielli Evarini/ND

Comércios

De acordo com a CDL de Joinville, lojas de rua podem abrir apenas para venda de chocolates, devido ao feriado de Páscoa. Porém, comércios localizados em shoppings devem permanecer fechados.

Comércios em geral também devem permanecer fechados. Porém, as lojas podem continuar o atendimento ao público através de tele-entrega.

As lojas de material de construção também foram liberadas a funcionar conforme a portaria divulgada pelo Governo do Estado no dia 1 de abril.

Profissionais autônomos ou liberais

A partir desta segunda-feira (6), profissionais autônomos ou liberais também foram autorizados a retornar às atividades. Entre eles, estão médicos, veterinários, fisioterapeutas, odontólogos, biomédicos, farmacêuticos, cabeleireiros, barbeiros, entre outros.

Advogados, contadores, administradores, cozinheiros, faxineiras e empregados domésticos também podem retornar ao serviço. Além disso, também é permitido a abertura de consultórios, clínicas, serviço de diagnóstico por imagens, serviços de óticas, laboratórios óticos, serviços de assistência e prótese odontológica, além de escritórios em geral.

Educadores físicos e terapeutas ocupacionais estão autorizados a prestar somente atendimentos individualizados voltados à recuperação ou prevenção da saúde, ficando proibidas atividades recreativas individuais ou coletivas e
atendimentos em academias.

Os pet shops devem permanecer fechados para atendimento ao público e serviços de banho e tosa. Estão permitidas apenas as vendas de produtos como medicamentos com entrega delivery.

Apesar da liberação de algumas atividades, o governador Carlos Moisés reforça que as categorias devem respeitar as regras de distanciamento seguro e a higienização de materiais.

Profissionais terão que seguir uma série de determinações – Foto: Polícia Militar/Divulgação/NDProfissionais terão que seguir uma série de determinações – Foto: Polícia Militar/Divulgação/ND

Construção Civil

De acordo com o Sindicato da Indústria da Construção Civil de Joinville (Sinduscon), as empresas do setor estão retomando gradativamente as atividades, após a portaria divulgada no dia 2 de abril que permitiu o retorno das obras privadas. A cidade emprega cerca de 6,5 mil trabalhadores formais em aproximadamente 1,7 mil estabelecimentos no setor.

A estimativa do Sinduscon é de que mais de cem obras de pequeno, médio e grande porte, de associados da entidade, estivessem paradas desde o dia 18 de março por conta do decreto estadual. De acordo com o presidente do sindicato, Vilson Buss, a retomada nos canteiros de obras será gradativa já que as construtoras devem seguir os protocolos e orientações dos órgãos de saúde pública.

Shoppings

As duas agências bancárias e a lotérica localizadas no Shopping Cidade das Flores voltaram a atender o público na última quinta-feira (2). Porém, as lojas do local permanecem fechadas. O acesso ao local é pela rua João Colin. O funcionamento será das 10h às 18h. Já para os clientes do Banco Bradesco, o acesso é pela entrada de pedestres da rua dos Ginásticos. O atendimento é das 10h às 14h.

Durante a quarentena em que apenas bancos e lotéricas estarão em funcionamento, o estacionamento continuará fechado, sendo liberado o acesso apenas para pedestres.

Já no Shopping Mueller, algumas lojas voltaram a atender na última semana, mas com horário diferenciado. A loja de câmbio, localizada no primeiro piso, está atendendo de segunda a sexta-feira, das 12h às 18h; a lotérica, de segunda à sexta-feira, das 11h às 18h; clínica de vacinação, de segunda a sábado, das 10h às 16h; a loja de materiais de construção, no piso térreo, de segunda a sábado, das 10h às 18h; loja de variedades, no terceiro piso, de segunda a sábado das 10h às 18h.

O acesso às lojas é feito somente pela entrada da rua Senador Felipe Schimidt, ou pelo estacionamento do piso térreo. Além disso, há controle de acesso em todas as lojas, com demarcação de lugares e organização de filas mantendo a distância mínima de 1,5 metros entre cada pessoa.

Os clientes são orientados na entrada a realizar a higienização das mãos com álcool 70%. Os caixas eletrônicos também estão em funcionamento de segunda a sábado, das 10h às 18h. Já as demais lojas, permanecem fechadas até o dia 7 de abril.

O Shopping Garten permanece fechado, segundo a assessoria de imprensa.

Escolas

De acordo com o decreto, as atividades nas escolas de todo o Estado foram suspensas por 30 dias a partir do dia 19 de março. A restrição inclui unidades das redes pública e privada de ensino, municipal, estadual e federal, incluindo educação infantil, ensino fundamental, nível médio, educação de jovens e adultos (EJA), ensino técnico e ensino superior, sem prejuízo do cumprimento do calendário letivo.

Em relação à reposição das aulas, entidades de educação ainda estão discutindo o melhor formato. Algumas escolas particulares adotaram vídeo-aulas, repassam links aos pais para que façam as atividades diárias em casas e também anteciparam as férias de julho.

Já na rede municipal, em Joinville, como solução para continuar as atividades relacionadas ao ano letivo, desde o dia 3 de abril, a Secretaria de Educação disponibilizou aos alunos o acesso de conteúdos para as aulas não presenciais. Os materiais estão disponíveis no site da Prefeitura, divididos por etapas de ensino: Educação Infantil, Ensino Fundamenta e EJA (Educação de Jovens e Adultos).

Além disso, os conteúdos serão divididos por data e com atividades que devem ser realizadas pelos alunos e acompanhadas pelos pais. Elas devem ser apresentadas aos professores no retorno às aulas regulares.

Serviços permanecem suspensos até o dia 7 de abril – Foto: Divulgação/NDServiços permanecem suspensos até o dia 7 de abril – Foto: Divulgação/ND

Ônibus

As operações do transporte coletivo urbano de Joinville permanecem suspensas até o dia 7 de abril. Durante o período, apenas o serviço do “Ônibus Circular da Saúde”, voltado exclusivamente para profissionais da saúde, continua operando com seis linhas.

Igrejas, eventos e velórios

As igrejas podem permanecer abertas, mas não podem realizar cultos, missas ou eventos que reúna pessoas no local. Além disso, eventos e reuniões, sejam públicos ou privados, de qualquer natureza, permanecem proibidos.

Já em relação aos velórios, de acordo com o Governo do Estado, eles estão mantidos. Mas devem ser tomadas medidas de segurança como o estabelecimento de 1 metro de distância entre as pessoas, manter ambiente ventilado, disponibilizar álcool gel, além de reduzir ao máximo o número de pessoas em um mesmo ambiente.

Indústrias

Podem manter a operação desde que haja a redução de, ao menos, 50% no número de trabalhadores por turno de trabalho. As exceções são as agroindústrias, indústrias de alimentos e indústrias de insumos de saúde, que não precisarão ter redução no número de trabalhadores.

Bancos e lotéricas

As agências bancárias, correspondentes bancários, lotéricas e cooperativas de crédito poderão abrir, conforme a portaria publicada no dia 29 de março. Porém, os estabelecimentos devem seguir algumas regras como controle de entrada, higienização na entrada e dentro das agências, uso de máscara para os atendentes, entre outros.

Bares e restaurantes

Permanecem fechados para atendimento de público no local. Porém, está permitido o funcionamento pelo serviço de tele-entrega. Já restaurantes localizados às margens das rodovias federais e estaduais podem atender os profissionais que trabalham em transporte de carga.

Segundo o Governo do Estado, os estabelecimentos devem tomar medidas para proibir a aglomeração de pessoas. Recomenda-se que o atendimento seja no modelo “drive thru”.

Veja outros estabelecimentos permitidos:

  • Agropecuárias – ABERTAS, como extensão de atividades industriais diversas, o ramo de insumo e tratamento de animais deve permanecer aberto com número reduzido de funcionários, somente em áreas de contaminação comunitária, como subsídio para manutenção para produção de bens de consumo essenciais para a população;
  • Call Center – ABERTOS. Está permitida a manutenção da atividade. Manutenção de equipe mínima;
  • Conveniência em posto de combustível – ABERTAS para consumo fora do estabelecimento;
  • Correios – ABERTOS. Cuidar para evitar aglomeração;
  • Corretor de Imóveis – LIBERADOS, mas os serviços deverão ser prestados desde que o atendimento seja individual e por agendamento e que o estabelecimento permaneça de portas fechadas;
  • Feiras livres – ABERTAS. A venda de alimentos é atividade essencial. Cuidar para evitar aglomeração;
  • Hotéis – Proibido a entrada de novos hóspedes;
  • Oficinas mecânicas – FECHADAS, exceto as que prestam serviço para órgãos essenciais ou que se localizem às margens de rodovias estaduais e federais, cabendo aos estabelecimentos adotar medidas para impedir a aglomeração de pessoas;
  • Praias – FECHADAS;
  • Táxis e motoristas de aplicativos – ABERTOS.

Leia também:

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

+ Educação