Escolas da rede estadual de SC terão ensino médio flexível a partir de fevereiro; entenda

Governo catarinense definiu como será estruturada a educação em nível médio no Estado

O novo ensino médio começará a ser aplicado em fevereiro em Santa Catarina. Segundo o governo do Estado, o sistema permitirá maior flexibilidade do currículo estudantil, permitindo que os estudantes escolham, de certa forma, seus objetos de estudos.

Escolas da rede estadual de SC terão ensino médio flexível a partir de fevereiro – Foto: Ricardo Wolffenbüttel / Secom / Divulgação/NDEscolas da rede estadual de SC terão ensino médio flexível a partir de fevereiro – Foto: Ricardo Wolffenbüttel / Secom / Divulgação/ND

A SED (Secretaria de Estado da Educação) acredita que a reformulação deve incentivar os adolescentes a trilharem um percurso acadêmico que seja coerente com suas potencialidades e desejos.

A carga horária, que antes era de 800 horas, passará a ser 1 mil horas, compostas de currículo geral básico e flexível. Os alunos terão no máximo 1.800 horas de conteúdo obrigatório durante todo a formação e no mínimo 1.200 horas de conteúdos de sua escolha.

Os estudantes terão que cumprir estudos nas áreas de ciências humanas e sociais aplicadas, ciências da natureza, linguagens e matemática. De forma optativa, terão um projeto para discutir perspectivas futuras, um segundo idioma estrangeiro (além do inglês), componentes curriculares eletivos e as trilhas de aprofundamento.

Os jovens terão acesso ao ensino da língua espanhola, italiana e/ou alemã, dependendo do centro de educação. A atualização será aplicada em todas as 711 escolas catarinenses.

Serão ofertadas disciplinas como cultura digital, pensamento computacional, educação empreendedora, matemática financeira, educação fiscal, prática em libras, jogos de raciocínio lógico matemático.

Os estudantes terão o direito de escolher uma das 25 possibilidades de foco acadêmico, que podem ser de um eixo específico ou permearem duas áreas do conhecimento.

+

Educação

Loading...