Fapesc vai investir R$3,85 milhões em grupos de pesquisa da Acafe

As propostas devem ser enviadas na plataforma da Fapesc entre os dias 22 e 30 de junho e caso aprovadas receberão recursos entre R$ 30 mil e R$ 260 mil

Com o objetivo de apoiar pesquisas em CTI (Ciência, Tecnologia e Inovação) dos grupos das instituições de ensino superior vinculadas à Acafe (Associação Catarinense das Fundações Educacionais), uma chamada pública organizada pela Fapesc (Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação de Santa Catarina), vai investir R$ 3,85 milhões em projetos.

Fapesc vai investir R$ 3,8 milhões em grupos de pesquisa – Foto: Divulgação/NDFapesc vai investir R$ 3,8 milhões em grupos de pesquisa – Foto: Divulgação/ND

As propostas devem ser enviadas na plataforma da Fapesc entre os dias 22 e 30 de junho de 2021. Antes desta etapa, no entanto, é necessário ser pré-selecionado em editais internos de cada uma das 11 instituições. Os projetos receberão recursos entre R$ 30 mil e R$ 260 mil.

Parceria entre Fapesc e Acafe;

Este é o terceiro edital realizado em parceria entre as duas instituições voltado para os grupos de pesquisa. Os resultados da edição de 2015 mostram a força da iniciativa. Os 85 projetos resultaram em 1.626 produções científicas. O total de investimento chega a R$ 10,55 milhões.

Este edital representa mais uma parceria com o Sistema Acafe. “Novas descobertas científicas, produtos e processos inovadores, geração de renda, atração de talentos, avanço do conhecimento científico, etc. são alguns dos resultados e impactos que esperamos com esta parceria”, diz o presidente da Fapesc, Fábio Zabot Holthausen.

“Deixo um agradecimento especial aos pesquisadores e aos reitores das universidades do sistema Acafe pela confiança e colaboração”, ressaltou.

Holthausen salienta que a fundação está em articulação e coordenação com todas as universidades públicas e comunitárias do estado.

“O fomento e incentivo aos pesquisadores e à geração de desafios e oportunidades são essenciais para o avanço do conhecimento e para o desenvolvimento econômico sustentável”, afirma.

“Países que tiveram grande crescimento e desenvolvimento apostaram na educação e na Ciência, Tecnologia e Inovação”, continua. “Santa Catarina tem seguido este caminho, e a Fapesc orgulha-se de ser a executora da Política Catarinense de CTI em seus quase 25 anos de existência”.

Outros editais

A Fapesc e a UFFS (Universidade Federal da Fronteira Sul), também lançaram uma chamada pública voltada para os grupos de pesquisa, cujas inscrições podem ser realizadas entre 21 de julho e cinco de agosto na plataforma da fundação – antes disso precisam ser selecionadas em edital interno da universidade.

Além do Sistema Acafe e da UFFS, já foram lançadas chamadas públicas voltadas para os grupos de pesquisa do IFC (Instituto Federal Catarinense); IFSC (Instituto Federal de Santa Catarina); Udesc (Universidade do Estado de Santa Catarina) e UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina).

+

Educação