Gamificação: saiba o que é e como inserir esta estratégia na aprendizagem

Trazer elementos dos jogos para dentro da sala de aula para atingir um objetivo pode gerar motivação e despertar o interesse dos alunos pelos estudos; entenda sobra gamificação

Para lidar com uma geração que nasceu imersa numa realidade tecnológica, as escolas encaram o desafio de romper com modelos tradicionais de ensino e buscam estratégias que despertam a curiosidade, a atenção e o interesse dos alunos pela aprendizagem.

A gamificação, além de ajudar a combater a evasão escolar, apresenta uma nova forma de estudar: brincando.

Alunos da Escola Municipal João Costa – Foto: Renata Bomfim/Divulgação/its TeensAlunos da Escola Municipal João Costa – Foto: Renata Bomfim/Divulgação/its Teens

Aliar a brincadeira ao ensino é algo que se aplica desde a Educação Infantil, por meio de propostas pedagógicas lúdicas que colocam o brincar com uma série de habilidades e competências.

Mas, com o passar dos anos, essa proposta costuma se distanciar da sala de aula – e a gamificação é uma tendência que pode ser aplicada em qualquer ano escolar.

A gamificação (do inglês gamification) está entre as apostas do ensino no século 21 e une diversos fatores importantes que facilitam a aprendizagem, como criatividade, participação, interesse e motivação para resolver situações-problema do dia a dia.

Seja em um conteúdo de sala de aula, ou até mesmo por meio da interdisciplinaridade, a gamificação desafia o aluno e pode ser aplicada de duas formas diferentes, como explica Kátia, professora integradora de mídia na Escola Municipal João Costa.

“A analógica (caderno, lápis, borracha, jogos de tabuleiro) e a digital (computador, lousa, tablet, celular)”, destaca.

Além da diversão, a gamificação é uma metodologia prática que ajuda na melhor compreensão dos assuntos. Na aula de história do professor Luiz Fernando Estevão, os alunos dos sétimos anos puderam aprender sobre o Brasil Colônia por meio de um quiz interativo desenvolvido pela professora Kátia especialmente para este assunto.

Na estratégia, os alunos responderam às questões e, em tempo real, conseguiram ver as médias das pontuações.

“Essa intencionalidade do game nos proporcionou resultado efetivo, qualitativo, com respostas que os alunos se sentiram motivados e participantes do processo”, comenta o professor, ao pontuar o bom desempenho dos estudantes na hora da avaliação. “Foi um resultado bem satisfatório, inclusive com aqueles alunos que têm muita dificuldade.”

Aluna Digital na unidade, Ana Clara de Araújo Bescaino, 13, foi quem levou a proposta para o professor Luiz Fernando. Interessada pelo universo da tecnologia, a estudante diz ter mais facilidade para aprender quando o ensino está associado à prática. “Com o jogo, eu consegui marcar coisas que na sala não tinha pegado. Foi bem mais fácil.”

Saiba como aplicar a gamificação em sala de aula e conheça os benefícios

Com a gamificação, os alunos da EM João Costa conseguiram resultados positivos na aprendizagem – Foto: Katia Monica Verdim EggertCom a gamificação, os alunos da EM João Costa conseguiram resultados positivos na aprendizagem – Foto: Katia Monica Verdim Eggert

Para deixar a aula mais atrativa, com uma abordagem diferente e inovadora, veja quais são as vantagens de aplicar a gamificação em sala de aula e alcançar a melhora no desempenho escolar dos estudantes.

Tenha um objetivo claro

Ao escolher o conteúdo para trabalhar com gamificação, estabeleça um objetivo que quer alcançar dentro do seu planejamento de ensino, seja em relação ao assunto, seja sobre as habilidades e competências dos estudantes. Com uma resposta clara, o processo de aplicação fica muito mais fácil.

Inove nas ideias

Com a primeira meta estabelecida, o segundo passo é pensar em como escolher a melhor estratégia para colocar o objetivo em prática. Procure jogos que sejam atrativos para os estudantes e que possam despertar o interesse em realizar a atividade proposta.

Estimular uma competição – com ranking dos melhores colocados e uma premiação – pode deixar a estratégia de ensino ainda mais interessante.

Converse com o PIM da sua escola 

Se tem uma pessoa que pode ser aliada e facilitar os conteúdos de sala de aula com ideias criativas, este é o professor integrador de mídias. Converse com o facilitador da sua unidade, compartilhe o objetivo e veja quais ferramentas podem ser usadas para deixar o conteúdo mais atrativo para os alunos.

Avalie os resultados

Com a gamificação, é possível saber de forma detalhada as facilidades e as dificuldades dos alunos com o conteúdo. Essa estratégia pode contribuir para que o professor avalie se faltou aprofundar mais o assunto, se a explicação do jogo não foi tão clara ou se é necessário revisar o que já foi ensinado em sala.

6 motivos para usar a gamificação como aliada do ensino

  1. Torna a aprendizagem mais prazerosa e duradoura.
  2. Facilita a compreensão dos assuntos, principalmente os teóricos, por meio de proposta lúdica.
  3. Estabelece um modelo de estudo por meio da tentativa e erro.
  4. Desperta o interesse do aluno pelos estudos.
  5. Desenvolve habilidades sociais.
  6. Melhora a concentração.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Educação

Loading...