Começo das aulas no Grupo Escolar Frei Damião, em Palhoça, é adiado para próxima semana

Prédio reformado foi inaugurado em dezembro e as aulas deveriam começar esta semana, mas em janeiro um vento destelhou a estrutura e os ajustes da obra ainda não terminaram

As aulas no Grupo Escolar Frei Damião, em Palhoça, eram para ter começado na última segunda-feira. Porém, a escola ainda está em obras e os alunos devem ser atendidos somente a partir da próxima quarta-feira(18). No fim do ano passado, o colégio, que tem diversos termos de ajustamento de conduta e há dois anos estava em obras, ficou pronta e foi inaugurada. Mas, no primeiro dia do ano, um vento destelhou parte da estrutura por falta de amarrações e mais uma vez o trabalho precisou ser refeito.

Rosane Lima/ND

 Telhas só chegaram no fim da semana passada para serem instaladas

Como o prédio ficou sem cobertura por mais de um mês, as telhas só chegaram no fim da semana passada, alguns móveis molharam e foram danificados. Parte da estrutura sofreu infiltrações e a pintura também precisará ser refeita. Em entrevista ao Notícias do Dia no mês passado, o prefeito Camilo Martins informou que ainda não tinha recebido a obra oficialmente, que a inauguração havia sido apenas “simbólica” e que cobraria da empresa WA Comercio Ltda ME,contratada por meio de licitação, os ajustes necessários. Ele também havia garantido que o calendário escolar não seria prejudicado e que as obras deveriam ficar prontas até o fim de janeiro. A mesma empresa já havia sido notificada mais de uma vez, antes deste episódio, por não cumprir o cronograma e não realizar as obras de acordo com o contrato.

Uma ação do Ministério Público de Santa Catarina, em setembro, determinou prazo de 120 dias para conclusão e responsabilizou pessoalmente o prefeito e a secretária municipal de Educação, Shirley Scharf, pelo problema. O prazo acabou no início desta semana.A determinação judicial afirma que se  os prazos não forem cumpridos, o prefeito e a secretária deverão pagar multa de R$ 500 por dia de descumprimento.

O promotor Aurélio Giacomelli da Silva, da 1ª Promotoria de Palhoça, que acompanha o caso desde o início  pediu na segunda-feira que o município comprove o início do ano letivo em 48 horas. O juiz titular da Vara da Infância e Juventude de Palhoça André Messias Fonseca determinou ontem à tarde a intimação, com urgência, ao procurador do município, prefeito e secretária de Educação. A primeira interdição na escola aconteceu em 2013, quando parte da estrutura desabou por causa da infestação de pombos.

Professores e funcionários trabalham na limpeza e organização

Os professores e funcionários já trabalham na escola, na limpeza e organização das salas. A diretora Karoline Andrade, informou que o calendário pedagógico está pronto e eles aguardam  a finalização dos trabalhos para dar início às aulas. Serão atendidos 500 alunos do primeiro ao nono ano. Desde 2013, eles estudavam em local improvisado e em turnos intermediários para conseguir atender a todos os estudantes.

Segundo os trabalhadores da obra, que dizem fazer uma força tarefa por conta própria além do solicitado para fazer os reparos na escola, a cobertura foi recuperada. Foi feita a laje e foram colocadas grades, um tipo de passarinheiro, para evitar entrada dos pombos novamente.

Para a diretora, a nova escola traz “dignidade” aos alunos e profissionais que durante tanto tempo sofreram com falta de condições adequadas para o trabalho de educação. As salas são maiores, mais arejadas e, segunda ela, a situação física do colégio influencia diretamente no aprendizado dos alunos. “Muda tudo, é uma questão de dignidade. Não é porque é uma comunidade carente que vai ficar largada às traças. Era um descaso. São questões básicas como um banheiro adequado e salas de aula”. Karoline explica que hoje a instituição de ensino também se tornou referência: “Acabamos fazendo um trabalho voluntário também, não é só pedagógico, as pessoas buscam a escola como um intermediador, como auxílio além do ensino”, explica. A prefeitura foi procurada para esclarecer a situação, mas não houve retorno.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Educação

Loading...