Ideb: SC avança no Ensino Médio, mas tem queda de desempenho no Ensino Fundamental

As notas dos anos iniciais do Ensino Fundamental foram as mesmas de 2017, já as dos anos finais caíram em relação à pesquisa anterior do Ideb

Santa Catarina apresentou evolução nos resultados em relação ao Ensino Médio e uma leve queda no Ensino Fundamental em seu desempenho no Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) de 2019, que teve levantamento divulgado pelo MEC (Ministério da Educação) nesta terça-feira (15).

Realizado a cada dois anos, o Ideb considera a nota obtida pelos alunos nas provas do SAEB (Sistema de Avaliação de Educação Básica), e é o principal medidor do sistema educacional brasileiro.

Resultado do Ideb 2019 foi divulgado nesta terça-feira (15) – Foto: PMB/Divulgação/ND

Ensino Fundamental

O desempenho entre os alunos dos anos iniciais do Ensino Fundamental, correspondentes ao 1º a 5º ano, alcançou índice de 6,5, o mesmo número registrado há dois anos na avaliação do Ideb 2017.

Esse resultado superou a meta de desempenho estipulada pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), que foi de 6,3, e foi a segunda melhor nota do país, empatada com Minas Gerais, Paraná e Distrito Federal.

Já nos anos finais do Ensino Fundamental, do 6º a 9º ano, Santa Catarina sofreu uma queda de 5,2 para 5,1 no desempenho dos alunos catarinenses.

O Estado, que chegou a figurar em primeiro no país neste quesito nas avaliações de 2015, ficou em 4º lugar, empatado com Distrito Federal.

O índice, no entanto, permanece acima da média nacional, que é de 4,9.

Melhora no Ensino Médio

O desempenho de Santa Catarina no Ensino Médio era de 4,1 em 2017 e subiu para 4,2 em 2019, alcançando o melhor índice em oito anos nessa faixa etária e dentro da média nacional.

O crescimento se deve ao melhor desempenho dos alunos na prova do Saeb em 2019, em que houve avanço de nota tanto na avaliação de português quanto de matemática.

Mesmo assim, o Estado segue consideravelmente abaixo da meta, que era de 5,4.

Santa Catarina teve nota de 3,8 na Rede Estadual, 0,2 a mais que em 2017. O desempenho foi o nono melhor entre as escolas estaduais de todo o país. As escolas de Rede Privada tiveram a nota do Ideb de 6,2.

O secretário de Estado da Educação de Santa Catarina, Natalino Uggioni, ressalta que a expectativa é avançar nos próximos levantamentos, já que houve pouco tempo para que as ações iniciadas pela gestão em 2019 impactassem no resultado do Ideb.

“A Educação é um investimento de longo prazo, por isso criamos ações para o Estado de Santa Catarina que reflitam na melhoria da educação pelos próximos anos”, frisa Uggioni.

As ações citadas pelo secretário incluem investimentos de R$ 125 milhões em mobiliário, livros e equipamentos de tecnologia, como lousas digitais, computadores e projetores para apoio ao aprendizado dos alunos.

Governo de SC tenta evoluir quadro

A SED (Secretaria de Estado da Educação) informou que pretende buscar melhorias na aprendizagem em Santa Catarina com a implementação de iniciativas que englobem gestão e monitoramento da educação.

Mesmo com a suspensão de aulas presenciais, a implementação do Currículo Base do Território Catarinense para o Ensino Fundamental e a formulação da versão para o Ensino Médio continuam, materializadas em formações continuadas on-line para todos os professores da rede.

Como particularidade ao Ensino Médio, o secretário Natalino Uggioni reforça que a necessidade de atualização no contexto nacional mobilizou mudanças como a ampliação de carga horária, aprofundamento na aprendizagem e projetos de vida para alunos da Rede Estadual.

+

Educação