Inclusão social na escola: uma integração necessária

Desde 2012, a Escola Municipal Professora Lacy Luiza da Cruz Flores vem se adaptando cada vez mais para receber alunos com necessidades especiais, de acordo com a Constituição Federal (Art. 206, inciso I).

Layna Rafaella Camila, aluna 9º ano, apresenta dificuldades motoras e deficiência cognitiva – Foto: Mariana de Siqueira RosaLayna Rafaella Camila, aluna 9º ano, apresenta dificuldades motoras e deficiência cognitiva – Foto: Mariana de Siqueira Rosa

Foram entrevistados alguns alunos da escola que, depois de um ano de pandemia, tiveram algumas dificuldades como distanciamento, máscara, contaminação, além das dificuldades enfrentadas pelas suas condições (físicas, motoras, cognitivas etc.).

Com o retorno das aulas, o distanciamento tornou-se mais um desafio a ser enfrentado por todos os alunos, como incluir os estudantes com necessidades especiais em todas as atividades escolares, conforme o Art. 28, item XV da Lei Brasileira de Inclusão.

“Minha maior dificuldade é entender a matéria de Matemática, mas consigo fazer todas as atividades”, diz a aluna Layna Rafaella Camila, do 9º ano C, vespertino, que apresenta dificuldades motoras e deficiência cognitiva.

Já o aluno Kauê Rodrigues dos Santos, do 2° ano D, vespertino, é cadeirante, gosta de participar de todas as matérias e tenta fazer algumas atividades práticas em Educação Física. Nega-se a receber atividades adaptadas e não gosta de ser tratado de forma diferente.

Percebe-se a importância de professores que são especializados em atender alunos com deficiências. Além disso, a EM Professora Lacy Luiza da Cruz Flores já colocou rampas em frente às portas, brinquedos específicos para crianças com deficiências e até um elevador.

Entrevistamos a monitora Katrina Cristina Cardoso que falou sobre o seu papel, bem como o de outras monitoras. “É de bastante importância, pois conseguimos criar vínculos com esses alunos e mostrar que eles são como os outros.”

A escola conta com o auxílio do Atendimento Educacional Especializado (AEE), sob responsabilidade da professora Bianca Alessandra dos Santos Suplicy Vieira, que fala sobre o objetivo do trabalho feito.

“Desenvolver o cognitivo do aluno através de atividades com o intuito de reforçar os conteúdos do currículo.”

Reportagem escrita por: Fernanda Miranda, Iasmin Mendes dos Navegantes, Júlia Rafaeli de Macedo, Kaliel Fernandes, Kauani Katzer, Larissa Pereira, Mariana de Siqueira Rosa, Professora Edilza Sander da Rosa Hintz e Professor Paulo Ricardo Bussi

Conheça a editoria “Eu, repórter na its”

Com orientação da revista its Teens, os alunos viram pauteiros, repórteres e fotógrafos na escola para escrever uma notícia e compartilhar com toda a Rede Municipal de Ensino de Joinville o que tem de legal na unidade.

Todo o processo é acompanhado com a supervisão de um professor ou da própria gestão para publicação. Nesta matéria, a Escola Municipal Professora Lacy Luiza da Cruz Flores assina a editoria.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Educação

Loading...