Jovem com paralisia cerebral se forma em História em Jaraguá do Sul

Luiz Alberto Chicatto, de 22 anos, conta como foi a trajetória para se formar em História e seus grandes incentivadores

No Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência, celebrado neste dia 21 de setembro, o Portal ND+ traz um exemplo de superação.

Luiz Alberto Chicatto, de 22 anos, portador de paralisia cerebral, se formou em História em agosto deste ano. Luiz, que nasceu em Guaramirim, mas hoje mora em Jaraguá do Sul, Norte de Santa Catarina, é prova de que tudo é possível quando há força de vontade.

luiz com as duas professorasLuiz Alberto Chicatto com suas professoras. – Foto: Arquivo pessoal/Divulgação ND

Aliás, a vida de Luiz é repleta de superação. A primeira foi pessoal, quando seu pai se divorciou de sua mãe. Durante a infância, estudou na Apae, onde foi constatado que não teve o seu sistema cognitivo afetado pela falta de oxigenação na hora do seu nascimento. A partir daquele momento, ele começou a frequentar a escola normal.

Luiz estudou em escola pública e sempre lembra com muito carinho do professor de história, Antônio Davi, um dos seus grandes incentivadores.

“Ele ensinava de uma maneira lúdica, fazendo teatro. Quando falava do império romano, por exemplo, ele dizia que era o imperador. Foi ele também que disse que eu me daria bem na faculdade de história”, recorda Luiz.

Luiz Alberto Chicatto com a irmã LarissaLuiz Alberto Chicatto com a irmã Larissa – Foto: Arquivo pessoal/Divulgação ND

Na época do ensino médio, Luiz conta que não tinha muito o hábito de leitura. Mais uma vez o professor Davi marcou sua vida ao lhe presentear com o livro 1822, de Laurentino Gomes, que detalha os passos da Independência do Brasil.

“Esse livro guardo comigo até hoje como um tesouro”, fala, com carinho, o bacharel em História.

Outro marco definitivo para que escolhesse cursar História foi o filme “A Múmia”, de 1999, uma aventura que explora o Egito, as pirâmides, a arquitetura e os costumes que lhe chamaram muito a atenção.

Durante a graduação no ensino superior, Luiz se apaixonou ainda mais pelo curso, mas duas matérias chamaram mais a sua atenção: a história da Idade Média e a Historiografia.

Planos para mestrado e doutorado

Por isso, o determinado Luiz pretende agora fazer um mestrado e doutorado sobre a história da Idade Média. Depois disso, pretende dar aulas em uma universidade.

Atualmente, Luiz mora com a família, que esteve o tempo todo lado a lado com ele o incentivando a estudar, a cursar faculdade. A mãe – Adriana Aparecida Siqueira – foi uma verdadeira inspiração de luta. A irmã Larissa e o marido fizeram uma vaquinha e conseguiram comprar uma cadeira automática que fica em pé, o que foi muito útil para a mobilidade de Luiz.

Este é o exemplo de Luiz Alberto Chicatto, formado pela Faculdade Anhanguera de Jaraguá do Sul, mas certamente há outras centenas de pessoas que todos os dias superam seus limites e surpreendem.

A data de 21 de setembro serve justamente para refletir sobre as políticas e ferramentas para a inclusão das pessoas com deficiência.

A irmã Larissa e o marido fizeram uma vaquinha e conseguiram comprar uma cadeira automática que fica em pé.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Educação

Loading...