Cacau Menezes

cacau.menezes@ndtv.com.br Apaixonado pela sua cidade, por Santa Catarina, pelo seu país e pela sua profissão. São 45 anos, sete dias por semana, 24 horas por dia dedicados ao jornalismo


Moacir Pereira recebeu uma “homenagem” do Sindicato dos Jornalistas de SC

A punição pública tem claro viés ideológico

s

. – Foto: Comentário Moacir Pereira. – Foto: Comentário Moacir Pereira

O colega Moacir Pereira recebeu uma “homenagem” do Sindicato do Jornalistas de Santa Catarina,  A comissão de ética, por unanimidade,  decidiu aplicar a penalidade de “advertência escrita” devido a publicação, por engano, de uma foto de um professor da UFSC, informação corrigida pelo colunista do ND com o reconhecimento da falha.  Na verdade, tratava-se de um professor aposentado da UFPR que foi flagrado pichando dizeres contra Bolsonaro num muro no Campeche. Assunto polêmico que viralizou na internet. No meio jornalístico, a surpresa: qual foi a última vez que o sindicato advertiu algum colega? A punição pública tem claro viés ideológico. Foi proposta por Áureo Moraes, chefe de gabinete do reitor da UFSC. Moacir fez várias críticas à UFSC que completará dois anos sem aula presencial. Só para saberem: Moacir Pereira, além de ser fundador do curso de jornalismo da UFSC, foi também professor da universidade e ex-presidente do Sindicato dos Jornalistas. Para essa turma, ligada à esquerda, nada valem os mais de 50 anos de militância profissional do Moacir. Um desrespeito!

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...