Morre a professora aposentada da UFSC, Zahide Muzart, especialista em literatura brasileira

Zahide ainda editou os principais romances de escritoras como Inês Sabino, Carmen Dolores e Emília Freitas

A professora aposentada da UFSC, Zahide Muzart, morreu nesta quarta-feira (28). Ela será velada no cemitério Jardim da Paz, em Florianópolis. As causas da morte não foram informadas pela assessoria de imprensa da universidade, que emitiu uma nota de pesar durante esta tarde.

Mesmo aposentada, Zahide continuou orientando dissertações e teses na Pós-Graduação em Literatura, na área de Letras, com ênfase em Literatura Brasileira (História das escritoras no século 19, Literatura e Mulher, feminismo e literatura, Simbolismo em Santa Catarina, Cruz e Sousa).

Divulgação/UFSC/ND

Participava da coordenação do Instituto de Estudos de Gênero (IEG) da UFSC e de duas editorias da Revista Estudos Feministas. Tendo fundado a Editora Mulheres, com o objetivo de resgatar a obra de algumas mulheres do século 19, editou os principais romances de escritoras como Inês Sabino, Maria Benedita Bormann, Maria Firmina dos Reis, Carmen Dolores, Ana Luísa de Azevedo Castro, Emília Freitas e, de Júlia Lopes de Almeida. Editou dez livros, visando o resgate de toda a sua obra, a mais importante escritora brasileira do século 19.

Foi uma das idealizadoras do Seminário Fazendo Gênero, participando ativamente do primeiro encontro (Fazendo Gênero – Seminário de Estudos sobre a Mulher) organizado pelo Programa de Pós-Graduação em Literatura, bem como de todas as edições subsequentes.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Educação

Loading...