Norte do Estado segue com aulas suspensas até agosto

Municípios da região Norte não tem plano para retomada da educação infantil e seguem determinação estadual

As salas de aula do Norte do Estado devem continuar vazias até o mês de agosto. Apesar do pedido do prefeito Udo Döhler, de Joinville, pela retomada das aulas da educação infantil, o decreto publicado pelo governador Carlos Moisés na segunda-feira (1º) manteve a suspensão das aulas presenciais de ensino. A medida é válida para instituições públicas e privadas.

Aulas continuam suspensas até início de agosto e municípios não planejam retomada sem sinalização do Estado – Foto: Marcos Santos/USP ImagensAulas continuam suspensas até início de agosto e municípios não planejam retomada sem sinalização do Estado – Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Apesar disso, há flexibilização para o ensino superior, que pode ser retomado presencialmente a partir de 6 de julho, conforme medida de regionalização das ações. Os estágios obrigatórios e aulas em laboratório poderão ser retomados no dia 8 de julho.

Os municípios do Norte do Estado já sinalizaram pela adoção da suspensão mantida pelo Estado e não há, ainda, planos de retomada das aulas na maioria das cidades da região.

Joinville

A Prefeitura informou que aguarda as definições do governo do Estado sobre os critérios de retomada das aulas na rede pública. A partir disso, irá elaborar uma portaria que deve apontar os procedimentos adotados para o retorno das aulas em segurança.

Jaraguá do Sul

Em Jaraguá do Sul, a Prefeitura afirmou que aguarda a apresentação dos critérios sanitários e de segurança pelo Estado para definir a retomada dos serviços. O município ressaltou ainda que, em paralelo, continua desenvolvendo seu próprio plano de retomada gradativa, atento à segurança da população.

São Francisco do Sul

A Prefeitura afirmou que irá seguir todo o regramento adotado pelo governo estadual e não estuda retomar as aulas sem a sinalização do Estado.

Araquari

A Prefeitura de Araquari informou que irá acatar os prazos e normas impostas em decreto estadual e as orientações das autoridades em saúde. Quando houver a possibilidade de retorno das aulas na rede municipal de ensino, o município deve discutir questões de segurança e higienização nas unidades escolares. Neste momento, salientou o município, os alunos seguem realizando atividades em casa, por meio de apostilas para recuperação de horas-aula.

Mafra

O município irá seguir o decreto estadual e manter a suspensão até o início de agosto. De acordo com a Prefeitura, para garantir a segurança dos alunos, quando as aulas retornarem serão seguidas as orientações do Ministério da Saúde e das Secretarias Estadual e Municipal de Saúde e Vigilâncias Epidemiológica e Sanitária.

Canoinhas

A Prefeitura garantiu que irá manter as medidas restritivas e informou que não há previsão para retorno das aulas presenciais em nenhuma esfera, do ensino infantil ao superior.

Porto União

O município irá seguir o decreto estadual e manter a suspensão das aulas. Apesar disso, a Prefeitura garantiu que, se tivesse autonomia nesse segmento, retomaria as atividades escolares aplicando testes nos professores e também por amostragem em alunos.

São Bento do Sul

A Prefeitura afirmou que a suspensão das atividades escolares está mantida, conforme decreto do Estado. Com relação à retomada das aulas do ensino superior, o município informou que ainda não há tratativas.

Leia também:

Municípios do Norte planejam retomada do transporte coletivo no dia 8 de junho

+ Educação