Neim do Saco Grande é quarta unidade de educação infantil aberta pelo município neste ano

Setor avançou em Florianópolis em 2019, com investimentos em estrutura, formação docente, obras, tecnologia e brinquedos

Núcleo de Educação Infantil inaugurado nesta sexta-feira (27) tem capacidade para atender de 60 a 80 crianças – Ricardo Medeiros/PMF/Divulgação/ND

Até 80 crianças da rede municipal de ensino de Florianópolis serão beneficiadas com o Neim (Núcleo de Educação Infantil) Sol Nascente, localizado no bairro Saco Grande (rua Pedra de Listras, 515), inaugurado nesta sexta-feira (27). De acordo com a Prefeitura da Capital, a obra, que havia sido abandonada na última gestão, é uma das ações que serão entregues por meio do programa Superdezembro.

O investimento no prédio foi de R$ 345 mil e incluiu serviços de revisão hidráulica e elétrica, recuperação do telhado, de quatro salas de atendimento, sala de professores e secretaria, refeitório, banheiros e pintura interna e externa.

Esta é a quarta unidade concluída pelo município apenas neste ano. Os outros Neims abertos no período foram o Professora Antonieta de Barros, na Vila Aparecida, em Coqueiros; Machado de Assis, em Capoeiras; e Anirson Antônio das Chagas, no  Rio Tavares. A Prefeitura de Florianópolis também fez uma reforma geral e ampliou o Neim Joel Rogério, no bairro  Monte Cristo.

“Investir na educação é garantir o futuro de todos nós, dos nossos filhos e netos. Entregamos estruturas completas, modernas e com tecnologia, para garantir que os alunos da rede municipal de ensino tenham tudo que precisam para seu bem-estar, conforto e aprendizado. Para o próximo ano, está prevista a conclusão de mais seis unidades de educação infantil”, afirma o prefeito Gean Loureiro.

Priscilla Marques, moradora da Tapera, já faz planos para a filha Mariana, de seis meses, para 2020, já que um dos Neims previstos para serem finalizados no período fica no seu bairro. “Estamos muito felizes com essa notícia. Pretendo voltar ao mercado de trabalho a partir do ano que vem e essa nova creche possibilitará que eu possa concretizar esse desejo e ajudar nas despesas de casa”, afirma. Além desta, há a previsão de conclusão, ainda no próximo ano, de unidades de educação infantil na Agronômica; Caeira do Saco dos Limões;  Morro do Céu, Morro do Horácio, e  Red Park, no Rio Vermelho.

investimento no prédio foi de R$ 345 mil e incluiu serviços de revisão hidráulica e elétrica, recuperação do telhado, de quatro salas de atendimento, sala de professores e secretaria, refeitório, banheiros e pintura interna e externa – Ricardo Medeiros/PMF/Divulgação/ND

O secretário de Educação de Florianópolis, Maurício Fernandes Pereira, destaca as conquistas no setor neste ano. “ A Educação na Rede Municipal de Ensino de Florianópolis em 2019 avançou muito e todos os seus indicadores melhoram. Uma vez que fizemos os maiores investimentos da história da cidade em formação docente, em obras, em tecnologias e brinquedos. Foi um ano que realizamos melhorias em praticamente todas as unidades “, avalia.

Ele diz ainda que, para 2020, “as perspectivas são positivas, pois nossa política educacional continuará avançando para qualificar e transformar as Creches e Escolas em melhores para professores e crianças. Teremos mais obras e mais tecnologias “, afirma.

Obras de revitalização da Escola Básica Dilma Lucia dos Santos, na Armação do Pântano do Sul, foram inauguradas neste mês – PMF/Divulgação/ND

Novas unidade e escolas do futuro

A Prefeitura de Florianópolis concluiu ainda neste ano a reforma e ampliação da EBM (Escola Básica Municipal) Maria Conceição Nunes, no bairro Rio Vermelho. Em 2020, serão finalizadas as novas escolas de Ponta das Canas e dos Ingleses, além da reforma e ampliação das EBM Herondina Medeiros Zeferino, também localizada no bairro Ingleses; e Osmar Cunha, em Canasvieiras.

No próximo ano, duas escolas do futuro funcionarão em tempo integral e com múltiplas linguagens. Uma unidade atenderá o bairro Tapera, com capacidade para 420 estudantes e a segunda está prevista para o bairro Ratones, na nova EBM Mâncio Costa, que abrigará 560 alunos.

Nestes locais, os estudantes aprenderão português, inglês, libras (língua brasileira de sinais e letramento digital.  Eles também poderão participar de projetos voltados para áreas específicas como clube de esportes, clube do empreendedor, clube de ciências e robótica.

Ações para alfabetizar jovens, adultos e idosos e os investimentos na educação infantil e fundamental concederam a Florianópolis, neste ano, o título de capital mais alfabetizada do Brasil – PMF/Divulgação/ND

 Destaque para a alfabetização de jovens, adultos e idosos

As ações para alfabetizar jovens, adultos e idosos e os investimentos na educação infantil e fundamental concederam a Florianópolis, neste ano, o título de capital mais alfabetizada do Brasil. Dados da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua), divulgada no ano passado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), apontaram que a taxa de analfabetismo de pessoas acima de 15 anos caiu  de 1,6% para 0,8% entre 2016 e 2017 na capital catarinense.

Neste mês, a EJA (Educação de Jovens, Adultos e Idosos, da Prefeitura de Florianópolis, certificou 792 estudantes desta modalidade de ensino. Um total de 89 pessoas aprenderam a ler e a escrever, pois concluíram o chamado primeiro segmento. Outros 703 estudantes finalizaram o ensino fundamental, o segundo segmento.

O EJA passou de 18 localidades em 2017, para 25 em 2019. O secretário Maurício Pereira diz que onde houver necessidade de criação de um polo da Educação de Jovens, Adultos e Idosos a Prefeitura tomará providências.  “Queremos continuar com o título de capital mais alfabetizada do país. Isso nos enche de orgulho”, acrescenta.

Bairro Educador: transformando pessoas

O programa implantado pela Prefeitura de Florianópolis funciona com oficinas e outras atividades e tem por objetivo combater a violência e estimular a integração entre bairro e comunidade. Neste ano, o projeto foi implantado em 16 localidades, onde foram realizadas 72 oficinas.

Para 2020, a intenção é dobrar o número de localidades que terão a iniciativa e ampliar o número de oficinas para 216, de acordo com a Secretaria Municipal de Educação.

EBMs Acácio Garibaldi São Thiago, na Barra da Lagoa, foi uma das escolas revitalizadas e entregues por meio do programa Superdezembro – Leonardo Sousa/PMF/Divulgação/ND

Outras ações realizadas pela Prefeitura de Florianópolis em 2019

Novos equipamentos

– R$ 11 milhões e 549 mil em aquisição de  tecnologia  para escolas  e núcleos de educação infantil.

Neims

1 kit (notebook + projetor+ tela de projeção + suporte)

1 notebook por sala de atendimento

2 microcomputadores para o setor administrativo

Escolas

1 kit  por sala (notebook + projetor+ tela de projeção + suporte)

1 microcomputadores para a biblioteca

2 microcomputadores para o setor administrativo

Cedra: Centro de Avaliação, Reabilitação e Desenvolvimento da Aprendizagem

Há serviço de avaliação, diagnóstico e acompanhamento de estudantes da rede municipal de ensino, de até 15 anos incompletos, que apresentam suspeita de transtornos do neurodesenvolvimento.  O projeto envolve as secretarias de Educação, Saúde e de Assistência Social.

Grêmios estudantis: voz ativa no ambiente escolar

Crianças e adolescentes participaram de encontros e oficinas para compartilharem experiências e promoverem o pensamento crítico na implementação da cultura do empoderamento jovem.

-No início do ano, eram apenas 7 grêmios em escolas municipais.

-Com o estímulo da Secretaria de Educação e comunidade escolar, agora são 24 grêmios formados ou em processo de formação.

Formação dos Profissionais da Educação: qualificar é preciso

-Foram realizadas 362 atividades, entre cursos, seminários, colóquios e congressos com certificação.

– Inscreveram-se 18.758 pessoas.

Educação especial:  crescimento  de 56% do número de salas multimeios e de   177% do número de estudantes com deficiência.

2016 – Salas multimeios: 23

Estudantes matriculados: 505

2017 – Salas multimeios: 26

Estudantes matriculados: 655

2018 – Salas multimeios: 31

Estudantes matriculados: 859

2019 – Salas multimeios: 36

Estudantes matriculados: 1.400

Roda de conversa sobre saúde mental: para valorizar e cuidar da vida

-Número de famílias beneficiadas: 584

– Número de escolas beneficiadas: 24

Alguns objetivos:

– Identificar fatores de risco e desproteção;

– Prevenir a depressão, ansiedade, automutilação e o suicídio;

– Oferecer ferramentas para que as famílias possam identificar essas situações

 Cultura Maker : superação de desafios

O aprendizado dos estudantes se dá na prática, como construir, elaborar,  prototipar projetos  com a ajuda de conceitos  “mão na massa”, da programação computacional, da eletrônica básica, impressão 3D.

Conforme determina a Lei Municipal nº 10.199, de 27 de março de 2017, a Prefeitura Municipal de Florianópolis informa que a produção deste conteúdo não teve custo, e sua veiculação custou R$2.000,00 reais neste portal.

+

Prefeitura de Florianópolis