Moacir Pereira

Notícias, comentários e análises sobre política, economia, arte e cultura de Santa Catarina com o melhor comentarista politico de Santa Catarina. Fundador do Curso de Jornalismo da UFSC. Integrante da Academia Catarinense de Letras e do Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina, é autor de 53 livros publicados.


O cientista egípcio que fez sucesso na UFSC, no Brasil e no Exterior

Professor Samir Nagi Yousri Gerges comemora hoje 80 anos e recebe homenagens de familiares e ex-alunos

Neste 10 de abril, uma celebração especial marca todos os que passaram pelo Programa de Pós-Graduação em Engenharia Mecânica da Universidade Federal de Santa Catarina.

Comemora 80 anos o professor Samir Nagi Yousri Gerges, uma das expressões científicas da UFSC, no Brasil e no exterior.

Cientista teve projeção nacional e internacional – Foto: Arquivo familiarCientista teve projeção nacional e internacional – Foto: Arquivo familiar

Seu histórico acadêmico e científico é um dos principais entre docentes catarinenses e brasileiros.

Familiares e amigos resumiram suas principais atividades:

“Samir Nagi Yousri Gerges, natural do Cairo – Egito, aportou em Florianópolis em 1979, vindo de Southampton – Inglaterra onde trabalhava na Universidade local, junto com seu querido orientador Frank J. Fahy PhD em Ruído e Vibrações do Instituto de Pesquisa em Som e Vibração (ISVR), para conhecer a Universidade Federal de Santa Catarina a convite do Reitor Prof. Caspar Erich Stemmer.

Gostou tanto da terra manezinha, que no inverno tinha mais sol e era mais quente do que na Inglaterra, decidiu ficar, sendo convidado a ministrar aulas no Programa de Pós Graduação de Engenharia Mecânica (POSMEC) da UFSC, na área de concentração de Vibrações e Acústica.

Chegou sem conhecer professores, alunos, sem família, com espírito desbravador que tinha, pois saiu do Egito para a Inglaterra na mesma situação para fazer seu doutorado.

No Brasil começou a criar laços de amizade com seus colegas Professores da UFSC, assim como com os alunos e pouco a pouco conhecendo mais colegas doutores de outras universidades de São Paulo e Rio de Janeiro a princípio.

Como bom estrategista, articulador e desbravador que é, começou a criar uma rede de contatos com universidades, órgãos de pesquisa, órgãos governamentais e empresas brasileiras para desenvolver pesquisas nas áreas de ruído e vibrações juntamente com seus alunos de mestrado e doutorado.

Pesquisador premiado e membro de instituições internacionais – Foto: ArquivoPesquisador premiado e membro de instituições internacionais – Foto: Arquivo

Logo começou a fazer pesquisas juntamente com professores e alunos do POSMEC junto ao FINEP, CNPq e CAPES. Foi professor pesquisador do CNPq na classificação 1ªA.

Como professor do POSMEC, orientou mais de 50 alunos no Mestrado, Doutorado e Pós Doutorado, participou de muitas bancas de Pós Graduação em todo o Brasil e publicou mais de 100 artigos indexados em Revistas nacionais e internacionais.

Muitas empresas brasileiras contaram com sua colaboração através de pesquisas de mestrado, doutorado e pós doutorado que resolvessem problemas na área de ruído e vibrações como a FIAT do Brasil, Ford do Brasil, EMBRAER (na qual os primeiros engenheiros na área de ruído foram formados no POSMEC), VALE, ALSTON, PETROBRÁS, WEG, Tupy, CNS entre tantas outras.

Em 21 de novembro de 1984, juntamente com um grupo de Professores e alunos de diversas universidades do país, criaram a Sociedade Brasileira de Acústica (SOBRAC).

E concomitantemente foi construindo a sua participação em vários órgãos internacionais da área como associado e editor do Jr South and Central America do Noise Control Engineering Journal (NCEJ EEUU), membro do corpo editorial do International Journal of Acoustics and Vibration (IIAV- EEUU). Membro do comitê organizacional – International Instituite of Noise Control Engineering (II INCE), membro e President of International Comission of Acoustics (ICA), membro do Conselho diretivo do International Acoustics and Vibration (IIAV), membro do Comitê organizacional do International Congress and Exposition on Noise Control Engineering (INTERNOISE). Foi membro fundador da Federação Iberoamericana de Acústica (FIA) e seu presidente.

Também participou durante muitos anos como Consultor Técnico na área de ruído – protetores auditivos do Grupo Técnico 32 da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Foi consultor na área de Proteção auditiva junto ao Ministério do Trabalho, colaborador do Building Acoustics (UIC) da Inglaterra e participou da Comissão Europeia da ISO. Foi membro da SAE Brasil, participou de trabalhos de pesquisa na área de Ruído-Proteção auditiva na FNNDACENTRO e na Associação Nacional das Indústrias de Materiais e Segurança e Proteção do Trabalho (ANIMASEG) e da Revista CIPA na qual ganhou alguns prêmios como destaque na área de Proteção auditiva.

Com o conhecimento técnico adquirido através da participação em Congressos Internacionais e visitas a Laboratórios de diversas Universidades dos EEUU, Inglaterra, Austrália e Dinamarca e desenvolvimento de pesquisas, trouxe para o Brasil todo o conhecimento sobre Normas Técnicas na área de Protetores Auditivos, iniciando no Brasil, no Laboratório do POSMEC os Ensaios de Atenuação de Ruído dos Protetores Auditivos que contou com a colaboração de empresas fabricantes deste EPI como a 3M, MSA, Duráveis e Multiplast. Várias pessoas, entre empresários, alunos do mestrado e doutorado alem de bolsistas contribuíram junto com os órgãos de fomento a pesquisa para a implantação junto ao MT da Normatização dos Ensaios de Atenuação de Protetores Auditivos para que as empresas obtivessem o Certificado de Aprovação, garantindo desta forma que os trabalhadores brasileiros usassem os equipamentos testados e aprovados.

Constituiu sua família no Brasil, casando-se com Márcia Cruz Gerges, que também era Professora da UFSC e teve dois filhos. Nina Rosa e Rafael Nagi. Assim, se autointitulava autêntico manezinho de Florianópolis, mesmo mantendo um sotaque ingleportunhol, pois decidiu construir sua vida pessoal e profissional no Brasil.

Em 1998, junto com a Márcia, criou a NR Consultoria e Treinamento Ltda, que desenvolvia Consultorias na área de Enfermagem. Em 2009, implantaram o Laboratório de Equipamentos de Proteção Individual (LAEPI), que começou a fazer os ensaios de atenuação de ruídos dos protetores auditivos. Na época o filho Rafael Nagi trabalhava como estagiário, pois cursava Engenharia Elétrica na UFSC. Em 2012, o LAEPI foi Acreditado junto ao INMETRO, garantindo-lhe que os ensaios realizados tinham confiabilidade nos resultados de atenuação obtidos e atendiam as normas técnicas do MT como da ANSI.

Atualmente o LAEPI tem como CEO a filha Nina Rosa, Administradora e Doutoranda do Programa de Pós Graduação em Engenharia do Conhecimento e como Diretor Técnico o filho Rafael que além da graduação em Engenharia fez o Mestrado no POSMEC na área de Ruído e Acústica.

Desta forma, tem uma significativa contribuição para a Ciência de Ruído e Vibrações em todo o país e fora dele através de alunos estrangeiros no POSMEC da UFSC.

Em 2011, aposentou-se como Professor Titular da UFSC, pelo sistema compulsório, mas não deixou de contribuir, pois se inscreveu como Professor Visitante na UFSC e depois ao término deste vínculo participou como Professor Visitante no Instituto Federal de Santa Catarina.

Em 2019, afastou-se totalmente das atividades acadêmicas, de pesquisa e de consultorias devido a problema de saúde.

Mas deixa ao país que escolheu para viver, um grande e importante legado, através de várias gerações de alunos do POSMEC, de colegas professores de outras Universidades do Brasil e Exterior, bem como uma contribuição na área através de suas inúmeras participações em Congresso e eventos e publicações.”

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.