Para aprimorar o ensino, Jaraguá do Sul investe fortemente na Educação

Com foco no atendimento de excelência, investimentos em infraestrutura e formação dos docentes podem chegar aos R$ 34 milhões

Investir em educação é pensar em melhor qualidade de vida para os cidadãos, ainda que os resultados sejam colhidos a médio e longo prazos.

Além disso, os benefícios de uma escola acolhedora, inclusiva e que oferece boa infraestrutura para o aprendizado ultrapassam os limites da comunidade e refletem em autonomia e segurança para novas gerações que estarão no mercado de trabalho futuramente.

Com esse pensamento, a Prefeitura de Jaraguá do Sul tem centrado esforços na ampliação, recuperação e construção de escolas e creches do município e na melhoria das condições de infraestrutura educacional. Isso inclui a capacitação dos professores, a contratação de profissionais por área de conhecimento e de psicólogos para apoio aos alunos devido aos efeitos da pandemia de Covid-19.

Jaraguá do Sul investe em boas condições de infraestrutura nas escolas e cuidados durante a pandemia – Foto: Prefeitura de Jaraguá do SulJaraguá do Sul investe em boas condições de infraestrutura nas escolas e cuidados durante a pandemia – Foto: Prefeitura de Jaraguá do Sul

“Acreditamos que a educação precisa ter qualidade e ser melhor a cada dia, então investimos pesado em infraestrutura e processo digitais, mas também na formação do professor. E vamos investir muito na formação extracurricular dos alunos que vise sua autonomia, para que estejam preparados para continuar o desenvolvimento do nosso município. Não basta dizer que queremos um cidadão melhor, é preciso trabalhar a base para que isso aconteça”, diz a secretária de Educação, Ivana Atanásio Dias.

Entre as prioridades da Prefeitura estão as obras nos CMEIs (Centros de Educação Infantil) nos bairros onde há maior demanda por vagas: Ilha da Figueira, Três Rios do Sul e Czerniewicz. Já no Ensino Fundamental, o foco é “desafogar” algumas unidades, como a escola Machado de Assis, que hoje atende cerca de 1.000 alunos no bairro João Pessoa, e a Albano Kanzler no bairro Nova Brasília, que tem cerca de 750 estudantes.

“Somos polo atrativo, por isso a demanda é alta. Somente em fevereiro deste ano, após o encerramento das matrículas, tivemos 1.700 novas matrículas de alunos que vieram de outros Estados e municípios”, explica a secretária de Educação.

Para reduzir a lista de espera por vagas em creches, que atualmente é de 1.483 inscritos, a principal estratégia tem sido a aquisição de terrenos para construções, além das reformas e ampliações dos CMEIs. Simultaneamente, o município tem feito a tentativa de compra de vagas para crianças de zero a três anos de idade (um edital está sendo preparado), em escolas particulares, mas visando o mesmo padrão pedagógico da rede pública.

Forte investimento em infraestrutura

É com foco nessas necessidades que o município destina recursos que beiram os R$ 34 milhões na área da educação.

Várias reformas e ampliações estão em andamento, além da troca de cobertura em algumas unidades educacionais, totalizando quase R$ 6,5 milhões em investimentos.

Outros R$ 18,4 milhões devem ser destinados aos processos licitatórios de construção de duas creches, nos bairros Rio Cerro II e Três Rios do Sul, além da reforma e ampliação da creche Rita de Cacia e da escola Albano Kanzler.

Aluna em aula remota, em casa, em Jaraguá do Sul - Prefeitura de Jaraguá do Sul/ND
1 9
Aluna em aula remota, em casa, em Jaraguá do Sul - Prefeitura de Jaraguá do Sul/ND
Passagem do ciclone bomba em 2020 destruiu telhado do ginásio na escola Rodolfo Dornbusch, em Jaraguá do Sul - Prefeitura de Jaraguá do Sul/ND
2 9
Passagem do ciclone bomba em 2020 destruiu telhado do ginásio na escola Rodolfo Dornbusch, em Jaraguá do Sul - Prefeitura de Jaraguá do Sul/ND
Escola Rodolfo Dornbusch após reforma, devido a estragos causados por ciclone bomba - Prefeitura de Jaraguá do Sul/ND
3 9
Escola Rodolfo Dornbusch após reforma, devido a estragos causados por ciclone bomba - Prefeitura de Jaraguá do Sul/ND
Escola Rodolfo Dornbusch reformada e com aulas presenciais: segurança e conforto - Prefeitura de Jaraguá do Sul/ND
4 9
Escola Rodolfo Dornbusch reformada e com aulas presenciais: segurança e conforto - Prefeitura de Jaraguá do Sul/ND
Escola Rodolfo Dornbusch passou por reforma após destruição causada pelo ciclone bomba em 2020 - Prefeitura de Jaraguá do Sul/ND
5 9
Escola Rodolfo Dornbusch passou por reforma após destruição causada pelo ciclone bomba em 2020 - Prefeitura de Jaraguá do Sul/ND
Escola Antonio Estanislau Ayroso passou por reforma em Jaraguá do Sul - Prefeitura de Jaraguá do Sul/ND
6 9
Escola Antonio Estanislau Ayroso passou por reforma em Jaraguá do Sul - Prefeitura de Jaraguá do Sul/ND
Alunos em aula de educação física presencial na escola Antonio Estanislau Ayroso - Prefeitura de Jaraguá do Sul/ND
7 9
Alunos em aula de educação física presencial na escola Antonio Estanislau Ayroso - Prefeitura de Jaraguá do Sul/ND
Outra escola reformada, a Maria Nilda Salai - Prefeitura de Jaraguá do Sul/ND
8 9
Outra escola reformada, a Maria Nilda Salai - Prefeitura de Jaraguá do Sul/ND
Equipe de TI é responsável pela criação das telesalas de aula na rede municipal de Jaraguá do Sul - Picasa/ND
9 9
Equipe de TI é responsável pela criação das telesalas de aula na rede municipal de Jaraguá do Sul - Picasa/ND

Embora ainda não haja valores estimados, a Semed (Secretaria Municipal de Educação) já planeja reformar e ampliar as escolas Prof. Henrique Heise, Helmuth Guilherme Duwe e a creche Waldir Edson Theilacker, além do restauro e reforma no casarão da escola Antonio Ayroso e da Casa Marquardt.

Também estão no horizonte de investimentos a construção de uma unidade escolar no bairro João Pessoa, a nova escola Guilherme Hanemann e uma creche no bairro Ilha da Figueira.

No primeiro trimestre deste ano, foram investidos mais de R$ 1,2 milhão em capacitação dos servidores, aquisição de equipamentos e pacote de dados móveis para manter o acesso dos alunos às salas de aula digitais, melhorias na rede lógica, aquisição de EPIs de combate à Covid 19, aquisição de 150 chromebooks para os coordenadores pedagógicos e em serviços de reparos e de sanitização nos prédios escolares. O município também disponibilizou mais quatro turmas de Educação de Jovens e Adultos.

Além disso, mais de R$ 7,8 milhões estão previstos para aquisição de 600 computadores para os docentes, a pintura de 27 prédios escolares e a aquisição de mobiliários, eletrodomésticos e material de expediente, que estão em fase de licitação.

“Tudo isso é feito com dinheiro público, e é nossa obrigação investir, não apenas em estruturas, maquinário, processos digitais e inovação. Os prédios devem ser seguros, bem-feitos e confortáveis para que alunos e professores se sintam bem, mas também é preciso investir na formação dos professores. Todos esses investimentos têm um único objetivo que é o de aprimorar a educação”, avalia Ivana.

“A educação é o bem mais precioso para termos um futuro promissor. É nosso compromisso ampliar e adequar as estruturas físicas, mas, também valorizar o quadro de professores e servidores da Educação. A nossa Secretaria de Educação é referência nos projetos desempenhados, garantindo que os alunos jaraguaenses estejam entre os melhores índices do Estado, e cada vez mais tendo ferramentas inovadoras para o desenvolvimento das suas habilidades”, disse o prefeito de Jaraguá do Sul, Antídio Aleixo Lunelli.

Pandemia acelerou investimento no digital

Mesmo com todos os efeitos adversos da pandemia de Covid-19, o município manteve o foco nos investimentos. Em 15 dias, foram criadas quase mil salas digitais para alocar os 21 mil alunos da rede pública municipal.

Segundo a Secretaria Municipal de Educação, todo o sistema é gerenciado em tempo real, com acesso aos dados das 61 unidades escolares. Isso inclui desde as postagens dos professores até o número de devolutivas dos alunos.

“Os professores, coordenadores e assessores pedagógicos passaram por capacitações online para acessar e alimentar as salas com conteúdo. Também disponibilizamos 500 chips com pacotes de dados móveis, além da aquisição de smartphones e tablets para que alunos com dificuldade de acesso digital pudessem ter acesso às aulas no modo remoto”, afirma a secretária Ivana.

Em 2021, com o sistema híbrido de ensino, as escolas atendem 50% dos alunos, em dois grupos, intercalando as semanas de aulas presenciais ( grupos A e B). Já os alunos com comorbidades integram o grupo C, com aulas exclusivamente remotas.

A rede municipal de ensino de Jaraguá do Sul possui 21 mil alunos. Atualmente, são atendidos 19.652 estudantes da educação infantil ao 9º ano, pois o berçário está fechado devido ao protocolo sanitário.

“Estamos investindo pesado em acesso e meios digitais, lembrando sempre que todo esse sistema não é fim, é um meio. Pois não adianta ter uma máquina potente sem um professor que saiba ensinar e um aluno que queira aprender”, afirma Ivana.

+

Prefeitura de Jaraguá do Sul

Loading...