Pegue o foco agora: 3 aplicativos para bloquear o celular enquanto estuda

Os aplicativos são aliados para diminuir o uso excessivo do smartphone

Parece estranho imaginar um mundo sem smartphones e aplicativos, né? E olha que não faz muito tempo que esses aparelhos entraram em nossas vidas – e também afetam nossa forma de ser e estar no mundo.

Controle de tempo e produtividade são ações que podem ser acompanhadas pelos aplicativos  – Foto: iStock/divulgação/NDControle de tempo e produtividade são ações que podem ser acompanhadas pelos aplicativos  – Foto: iStock/divulgação/ND

Infelizmente, muito da ajuda que um celular nos oferece também traz problemas, a ponto de já ter se transformado em um transtorno chamado “nomofobia”, que é o medo de ficar longe do nosso aparelho.

Entre soluções e problemas que o celular pode apresentar, vale ficar de olho em opções que ajudam a manter o foco e deixar as distrações do aparelho bem longe na hora dos estudos.

1. Bem-estar digital

O próprio sistema do celular que você usa – seja Android, iOS ou outro – já traz opções de controle de tempo que podem ser utilizados para ajudar a controlar seu vício.

Dentro das configurações do aplicativo, indo na opção bem-estar digital (Android), você consegue ter acesso a várias informações que vão ajudar a entender os hábitos que você tem no seu aparelho.

Uma dica é adicionar na sua tela inicial um “widget” mostrando o tempo de uso, pois é uma ferramenta que vai escancarar quanto tempo por dia você fica no celular e em cada aplicativo.

É possível também limitar o tempo de uso por aplicativo, ver quantas vezes desbloqueou o celular e quantas notificações você recebeu.

Tudo isso vai ajudar a entender seus hábitos e, quem sabe, aprender a gerenciá-los melhor. E, caso você ache que ainda está demais, experimente silenciar todas as notificações do seu celular, afinal, essa é a primeira isca que as tecnologias têm para fisgar sua atenção.

2. Forest

Este aplicativo é o queridinho de todos que buscam produtividade. Quem está ligado nesse tipo de aplicativo indica o Forest (que significa Floresta, em inglês), por seu modo interativo e os vários recursos que possui.

A primeira sacada do Forest é transformar o ato de se afastar do celular em um jogo, no qual seu objetivo é plantar árvores – e isso só será alcançado quando sua tela estiver no aplicativo. Os cronômetros são ajustáveis de 10 a 120 minutos na versão gratuita e até 180 minutos na versão paga (a árvore fica maior conforme o tempo).

Além disso, é possível jogar em conjunto, ideal para um grupo de estudos em que todos precisam se concentrar. Então, se algum colega pegar o celular antes do tempo, todos perdem suas árvores cultivadas no momento.

O mais legal disso tudo é que você pode plantar árvores reais! O jogador recebe moedas e, quanto mais você cultiva, mais moedas você tem.

Com o tempo, você pode usá-las para plantar uma árvore real que é feita pela organização Trees for the Future (Árvores pelo Futuro), que planta árvores em países africanos para auxílio de comunidades.

3. Daylio

O Daylio é um dos aplicativos que é quase um diário das nossas atividades e emoções.

Com ele, o usuário vai desenvolvendo as rotinas diárias e preenche as informações no aplicativo em algum momento do dia (de preferência no fim), desde as atividades concluídas até os sentimentos que cada tarefa despertou.

Ao fim de cada semana, o aplicativo gera relatórios com essas informações, o que ajuda a entender melhor os nossos padrões.

Isso pode ser uma grande ferramenta de estudos, importante para criar hábitos saudáveis que possam ajudar no desempenho e concentração e, mais do que isso, ajudar no processo de se conhecer melhor ao ponto de pedir ajuda quando necessário – algo importante em todas as idades.

Eles no controle: os pais

Além do autogerenciamento, alguns aplicativos de controle de uso também podem ser feitos por outras pessoas, como seus pais ou responsáveis.

Nesse quesito, a ferramenta mais popular é o Family Link, desenvolvida pelo Google, em que as duas ou mais contas (da mãe/pai e dos filhos) são conectadas para fazer o processo de filtrar o que pode ser visto num outro aparelho.

E por mais que você não goste muito de ter alguém limitando o que a gente faz, é importante entender que os pais só querem o nosso bem.

Nem todos os sites são saudáveis, nem todos os apps servem para ajudar, então, esse acompanhamento é importante pelo menos até ter idade para entender os males do mundo conectado. Afinal, é tudo uma questão de conversa e comunicação, não é mesmo?

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Educação

Loading...