População do Monte Serrat já tem uma turma para a Educação de Jovens, Adultos e Idosos

Ao todo, a prefeitura atende mais de 1.600 pessoas, de 28 localidades de Florianópolis, que estudam para concluir os ensinos fundamental e médio; outras duas turmas serão implantadas nos próximos dias

Muito mais do que um direito para quem não concluiu o ensino básico, a  EJA (Educação de Jovens, Adultos e Idosos) não é apenas alfabetizar, é garantir às pessoas, independentemente da idade, a oportunidade de conhecer e desenvolver seu potencial. É tornar mais próximo da realidade da sociedade os valores igualdade e liberdade.

Desde o dia 28 de junho a Prefeitura de Florianópolis abriu uma turma da EJA  na Passarela da Cidadania – Foto: PMF/Divulgação/NDDesde o dia 28 de junho a Prefeitura de Florianópolis abriu uma turma da EJA  na Passarela da Cidadania – Foto: PMF/Divulgação/ND

A Prefeitura de Florianópolis amplia os núcleos da EJA na cidade e, neste mês, por intermédio da Secretaria de Educação, abriu uma turma no Monte Serrat, o popular Morro da Caixa. Nos próximas dias, serão implantadas ainda mais duas turmas, uma delas no Pantanal, de acordo com a Secretaria Municipal de Educação. Recentemente, o município já havia aberto outro polo para a educação destas pessoas no Morro do Mocotó.

Nesta turma do Monte Serrat já estão matriculados 22 estudantes entre 20 e 64 anos de idade. As aulas ocorrerão das 19h às 22 horas no auditório da igreja da comunidade, de segunda a quinta-feira.

A modalidade de ensino atenderá pessoas, a partir de 15 anos, que querem concluir o ensino fundamental. A Igreja Nossa Senhora do Monte Serrat fica na Rua General Viera da Rosa, 610.

O secretário municipal de Educação de Florianópolis, Maurício Fernandes Pereira, destaca que o município tem o compromisso de garantir os direitos da população. “Entre eles, o de dar oportunidades para que todos possam retomar os estudos, que por algum motivo, foram deixados para trás. Nunca é tarde para aprendermos, para crescermos. Onde tiver alguém que não sabe ler ou escrever ou não tiver o Ensino Fundamental 1 ou 2, lá está a Prefeitura Municipal de Florianópolis”, afirma.

28 localidades atendidas

O polo da EJA no Monte Serrat é a 28ª localidade atendida pela modalidade de ensino em Florianópolis em 2021.Os interessados em participar das turmas, podem se dirigir, no horário de aula, no salão da igreja para se matricularem. Podem entrar em contato também, para outros detalhes, com a Secretaria de Educação pelos telefones 3251-6102 ou 3212-0925.

Com um modelo pedagógico próprio que parte do interesse e das questões da vida real de cada estudante, estão sob a responsabilidade na Educação de Jovens, Adultos e Idosos, na Ilha e Continente, mais de 1.800 pessoas.

Ponte para realizar o que desejamos

O padre Vilson Groh, morador do Monte Serrat, e que comanda o Instituto que leva o seu nome, destaca que a EJA é uma “ponte para realizar o que desejamos. É preciso agir para embalar sonhos, seja de um jovem ou de um idoso. Com essa mudança e capacitação, as pessoas terão mais força e otimismo para seguirem em frente”, afirma.

O Instituto Vilson Groh se articula em rede com outras seis organizações sem fins lucrativos, para, em conjunto, desenvolverem ações educativas e socioassistenciais nas periferias da Grande Florianópolis e em Guiné-Bissau, na África.

Um dos diferenciais desta modalidade de ensino é que o interessado tem condições de fazer a matrícula a qualquer momento. É só ligar para 3251-6102 ou 3212-0925.

Mocotó e Passarela da Cidadania

Ainda no dia 3 de setembro, em parceria com a Acam (Associação de Amigos da Criança e do Adolescente do Morro do Mocotó), outras duas turmas foram abertas. Há aulas, das 14h às 17h, às terças, quintas e sextas-feiras.

No período das 19h às 21h, as atividades são desenvolvidas às segundas e quintas-feiras. Voltados para homens e mulheres com vulnerabilidade social, no dia 28 de junho passou a funcionar um polo também na Passarela da Cidadania, uma parceria entre a Secretaria Municipal de Educação, Secretaria de Assistência Social e Movimento Nacional da População em Situação de Rua.

Mais sobre a EJA

A EJA (Educação de Jovens, Adultos e Idoso), ligada à Secretaria de Educação de Florianópolis (SME), está em 26 localidades espalhadas pela Ilha e Continente. Na modalidade, os estudantes, a partir de 15 anos de idade, podem se alfabetizar ou concluir o ensino fundamental de maneira gratuita.

Já estão matriculados nesta modalidade pelo menos 1.600 pessoas na Capital. São elaboradas atividades propositivas, interagindo com os estudantes. São aprofundados diversos procedimentos e discussões próprios da educação fundamental.

Outras unidades existentes hoje em Florianópolis

Região Norte

Escola Básica Municipal Herondina Medeiros Zeferino: Ingleses

Escola Básica Municipal Osmar Cunha: Canasvieiras

Escola Básica Municipal Intendente Aricomedes da Silva: Cachoeira do Bom Jesus

Escola Básica Municipal Maria Tomázia Coelho: Santinho

Região Leste

Escola Básica Municipal Henrique Veras: Lagoa da Conceição

Escola Básica Municipal Maria Conceição Nunes: Rio Vermelho

Região central

Escola Silveira de Souza: Centro

Udesc – Universidade do Estado de Santa Catarina: Itacorubi

Escola Básica Municipal Adotiva Liberato Valentim: Costeira do Pirajubaé

Escola Básica Municipal Donícia Maria da Costa: Saco Grande

Neti – UFSC: Trindade

ASGF – Associação de Surdos da Grande Florianópolis: Centro

Aflodef – Associação Florianopolitana de Deficientes Físicos: Agronômica

POP RUA: Instituto Arco-íris, Centro

Escola Básica Municipal José Jacinto Cardoso: Serrinha

Região Continental

Escola Básica Municipal Almirante Carvalhal: Coqueiros

Proeja – IFSC: Campus Florianópolis Continente, Coqueiros

Biblioteca Barreiros Filho: Estreito

Cedep: Monte Cristo

Figueirense – Projeto Floripa Gol de Letra: Estádio Orlando Scarpelli, Estreito.

Vila Aparecida: Casa da Comunidade – Vila Aparecida

Região Sul

Escola Básica Municipal Batista Pereira: Alto Ribeirão

Escola Básica Municipal João Gonçalves Pinheiro: Rio Tavares

Escola Básica Municipal José Amaro Cordeiro: Morro das Pedras

Avaí – Projeto Floripa Gol de Letra: Escola Ildefonso Linhares, Carianos.

Escola do Futuro da Tapera: Tapera

Conforme determina a Lei Municipal nº 10.199, de 27 de março de 2017, a Prefeitura Municipal de Florianópolis informa que a produção deste conteúdo não teve custo, e sua veiculação custou R$2.000,00 reais neste portal.

+

Prefeitura de Florianópolis

Loading...