Altair Magagnin

altair.magagnin@ndmais.com.br Não é só sobre política. É sobre o impacto das decisões públicas na tua vida. Jornalista profissional com experiência multimídia, acompanha os bastidores do poder e traz análises e notícias exclusivas. Siga @altamagagnin nas redes.


Pressão aumenta e professores esperam nova tabela salarial do Estado ou emendas na Alesc

Deputada Luciane Carminatti aponta cenário de frustração quanto ao documento apresentado; secretário Vampiro respondeu que não vai comentar; governador Moisés diz que "é o possível"

É cada vez maior a pressão por mudanças na tabela salarial dos professores de Santa Catarina. Diante da frustração quanto ao documento, apresentado na quarta-feira (20), fala-se até na reapresentação de uma nova proposta.

Essa é a expectativa da deputada Luciane Carminatti (PT), presidente da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa.

Procurado pelo blog, o secretário Luiz Fernando Vampiro (Educação), respondeu que não vai comentar o assunto.

Questionado durante entrevista coletiva nessa quinta-feira (21), em Criciúma, o governador Carlos Moisés (sem partido) disse que é preciso seguir a Lei de Responsabilidade Fiscal e que há, sim, uma valorização do professorado, com o mínimo de R$ 5 mil.

“Pode não ser o que se esperava, o ideal, mas é o possível”, disse Moisés.

Os trabalhadores da educação pretendem buscar junto aos deputados estaduais a proposição de emendas para que prevaleça a tabela discutida e aprovada por uma comissão mista na Assembleia.

O Sinte (Sindicato dos Trabalhadores em Educação), que realizou uma assembleia na quarta-feira (20), vai buscar junto aos deputados que prevaleça a tabela construída e aprovada na Comissão Mista da Alesc com participação ativa do sindicato.

Passeata do Sinte em Florianópolis na quarta-feira, dia do anúncio da nova tabela salarial – Foto: Ana Laura Baldo/Divulgação/NDPasseata do Sinte em Florianópolis na quarta-feira, dia do anúncio da nova tabela salarial – Foto: Ana Laura Baldo/Divulgação/ND

Expectativa x Realidade: Compare as tabelas do que foi pedido e o que o governo ofereceu

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Blumenau e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...