Professores catarinenses podem receber nova proposta do governo ainda nesta semana

Haverá reuniões para discutir alternativas para as reivindicação da categoria

O Sinte-SC (Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Santa Catarina) e o governo do Estado discutem alternativas para as reivindicações da categoria durante toda esta semana. Reuniões já estão confirmadas para terça (10), quarta e sexta-feira, quando há possibilidade de apresentação de nova proposta por parte da Secretaria de Estado da Educação.

A expectativa, tanto do governo quanto do sindicato, é positiva. De acordo com Décio Augusto Bacedo de Vargas, coordenador executivo de Negociações e Relações Funcionais, que participou da reunião nesta segunda-feira (9) em nome da secretaria, há clima para avanço nas negociações. “Aconteceu um debate sobre o atual plano de carreira. Estamos buscando elementos para formatar uma nova proposta”, afirmou.

Para o Sinte-SC, há esperanças de um consenso entre as partes ainda para esta semana. “Pudemos discutir questões técnicas e opinar para a implantação do piso da carreira. O governo não apresentou proposta, mas iniciou um processo de negociação. O sindicato, entretanto, mantém sua posição do pagamento do reajuste de 22% para toda a categoria, índice que foi aplicado ao piso nacional ”, garantiu Sandro Luiz Cifuentes, diretor de finanças do Sinte-SC.

MOTIVO DA DISCÓRIDA

Proposta do governo

– Pagamento do reajuste salarial de 22,22%, mas parcelado em três anos. Em 2012, pagaria 8% e o restante seria dividido entre 2013 e 2014.

– Haverá compactação da tabela salarial, já que quem está em início de carreira receberá salário parecido com quem tem pós-graduação.

Reivindicação dos professores

– Querem o pagamento integral do reajuste para toda a categoria ainda neste ano.

– Exigem a descompactação da tabela, que foi iniciada em 2011, com a implantação do piso e o fim da progressão na carreira.

Acesse e receba notícias da Grande Florianópolis pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Educação