Qualidade, escala de crescimento e inovação: a tríade da eficiência do Ecossistema Ânima

Ecossistema Ânima de Aprendizagem saltou de 3 mil estudantes em 2003 para mais de 320 mil em 2021

Ecossistema Ânima saltou de 3 mil estudantes em 2003 para mais de 320 mil em 2021 – Foto: Divulgação/UniSulEcossistema Ânima saltou de 3 mil estudantes em 2003 para mais de 320 mil em 2021 – Foto: Divulgação/UniSul

Educação de qualidade, escala de crescimento sustentável e inovação tecnológica em todos os segmentos. Essa é a tríade que forma o Ecossistema Ânima de Aprendizagem e foi com essa sustentação que o grupo saltou de 3 mil alunos em 2003 para mais de 320 mil em 2021, com 16 instituições de ensino superior, além de oito marcas que são referências em suas áreas de atuação e o Instituto Ânima. Como por exemplo: Una, UniSociesc, São Judas, UniBH, Ages, UniCuritiba, UniSul, Faseh, UniFG, além de contar com verticais que atuam em diversas áreas como a Inspirali, especializada em medicina, Escola Brasileira de Direito (EBRADI), a HSM, a HSM University, a SingularityU Brazil, a escola internacional de gastronomia Le Cordon Bleu e Learning Village, hub de inovação com foco em educação.

O diretor de inovação da Ânima, Rafael Ávila, ressalta que o crescimento é fruto de uma “escola formada por educadores”.

Ávila explica que o Ecossistema Ânima tem como propósito a construção de uma educação que fortaleça o estudante e o seu futuro profissional ao mesmo tempo em que forma um cidadão consciente de seu papel e si mesmo. “A conexão entre educação e mundo de trabalho sempre fez parte do ecossistema desenvolvendo habilidades profissionais, mas também dando ênfase cada vez maior no desenvolvimento de habilidades socioemocionais, ou não cognitivas, permitindo que o aluno atue de maneira fluída”, fala.

O sistema Ânima tem como diferencial as habilidades práticas e conteudistas aliada à formação de habilidades socioemocionais – Foto: Divulgação/UniSulO sistema Ânima tem como diferencial as habilidades práticas e conteudistas aliada à formação de habilidades socioemocionais – Foto: Divulgação/UniSul

Um dos grandes diferenciais, ressalta o diretor é a formação de estudantes com habilidades práticas e conteudistas aliada à formação de habilidades socioemocionais. Além disso, a plataforma de desenvolvimento dessas habilidades vai ao encontro de um dos pilares, a inovação. “O desenvolvimento passa pelo que temos de mais inovador, que é a Unidade Curricular Dual, na qual o estudante desenvolve essas habilidades diretamente em parceria com empresas. Talvez este seja o principal elemento, a qualidade acadêmica conectada ao mundo do trabalho”, diz.

Um ecossistema no qual todas as partes se influenciam mutuamente e colaboram para o equilíbrio de possibilidades. É assim que a Ânima funciona e, para Ávila, são quatro as principais características de um modelo que funciona e potencializa as habilidades dos estudantes dando a eles autonomia e formação profissional e pessoal de qualidade: hibridez, personalização da jornada de aprendizado, conexão entre segmentos que formam o ecossistema e o papel do professor.

“Um professor que atua muito mais como mentor, um ecossistema integrado em que partes podem mutuamente se ajudar, a personalização como elemento central que garante a autonomia do estudante e, por fim, a dimensão da hibridez, que é marca da Ânima”, salienta.

O Ecossistema Ânima está à frente no que diz respeito à qualidade da educação e formação profissional – Foto: Divulgação/UniSulO Ecossistema Ânima está à frente no que diz respeito à qualidade da educação e formação profissional – Foto: Divulgação/UniSul

Apesar do crescimento acelerado, a Ânima manteve as bases de trabalho que foram desenhadas desde sua fundação e, para o diretor de inovação, é justamente isso que torna o Ecossistema à frente no que diz respeito à qualidade da educação e formação profissional. “Estabelecemos que sempre trabalharíamos com equilíbrio entre qualidade acadêmica, inovação e escala. São três dimensões que nunca abandonamos. Entre os grupos educacionais brasileiros, a Ânima é, sem sombra de dúvida, a de maior qualidade vide os rankings que vencemos, mas especialmente com as nossas notas junto às provas do MEC”, destaca.

A aplicação de inovação em pedagogia, metodologia e tecnologia faz com que o Ecossistema se sustente e cresça pelo país. “Continuamos com o objetivo de transformar o país pela educação trazendo as melhores práticas para que os nossos estudantes possam aprender mais e melhor com autonomia”, finaliza.

Para saber mais sobre o Ecossistema Ânima, acesse o site da UniSul ou confira nas redes sociais abaixo:

Facebook: UniSul – Universidade

Instagram: @unisul_universidade

+

UniSul – Formando cidadãos do mundo