Regras para roupas de funcionárias de universidade em SC geram polêmica

Instrução normativa proíbe funcionárias de usar regatas, roupas coladas ou acima do joelho

As diferenças nas regras de vestimentas para homens e mulheres em uma universidade catarinense gerou polêmica. O documento foi divulgado nesta terça-feira (30).

Univali, em Itajaí – Foto: Univali/DivulgaçãoUnivali, em Itajaí – Foto: Univali/Divulgação

No texto, direcionado ao corpo docente e funcionários administrativos da instituição, diversas peças de roupas ficam proibidas para mulheres. Entre elas, blusas regatas, com decotes “grandes” ou em tecidos transparentes, sem mangas ou alças, além de roupas “coladas ao corpo”, saias, vestidos, shorts ou bermudas acima do joelho, bem como blusas e camisetas que exponham o umbigo.

Ainda para as mulheres, o texto considera “inadequado” a “blusa ou camiseta que não esconda as costuras e alças da lingerie“.

Já no que abrange também os homens, as únicas regras são: “é inadequado o uso de calça ou bermuda baixa […], expondo a lingerie, cueca ou parte da região lombar e glúteos, sem cinto ou com cinto frouxo”.

Além deste trecho, o documento cita os homens posteriormente na seguinte frase: “nas atividades administrativas, é inadequada a utilização de bonés, chinelos, e para os homens em especial, camisetas tipo regata, shorts e bermudas”.

Regras geraram polêmicas entre funcionários - Reprodução/ND
1 2

Regras geraram polêmicas entre funcionários - Reprodução/ND

Instrução normativa estabelece regras para roupas de funcionários de universidade - Reprodução/ND
2 2

Instrução normativa estabelece regras para roupas de funcionários de universidade - Reprodução/ND

Nota

Em nota, a Univali se manifestou e afirmou que o documento é uma minuta e que foi divulgada por equívoco.

Leia a nota completa:

“A minuta de Instrução Normativa 001/2021 editada pela Fundação UNIVALI em fevereiro e, por equívoco, divulgada no dia de hoje, sofreu diversas alterações posteriores em seu texto, de modo que a versão enviada por e-mail aos colaboradores não reflete nem de perto seu correto e exato conteúdo.

A Instrução que será publicada nos próximos dias sugerirá, apenas e tão somente, que o Dress Code do ambiente de trabalho seja adequado para a função exercida pelo colaborador, sendo baseada no artigo 456-A da Consolidação das Leis do Trabalho – CLT, que estabelece a competência do empregador para definir o padrão de vestimenta no ambiente de trabalho.”

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Itajaí e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Educação