Karina Manarin

Com foco em notícias de política, o blog traz todos os dias também as informações do cotidiano e que interferem diretamente na vida das pessoas de todo o Sul Catarinense.


Reitora é reeleita com a maior votação da história da Unesc

Reitora Luciane Ceretta e o vice, Daniel Preve, tiveram votação recorde na eleição que aconteceu nesta quinta-feira e vão comandar uma das universidades mais importantes do Estado por mais quatro anos

Com  votação recorde, a professora doutora Luciane Bisognin Ceretta e o professor doutor Daniel Preve, serão reconduzidos aos cargos de reitora e vice-reitor da Unesc para os próximos quatro anos. A Chapa 1  “A Unesc que supera e se reinventa”, foi eleita com 96,92% dos votos válidos, o que significa 8.786 votos, um número histórico na Universidade. A eleição mobilizou 9.065 votantes dos 11.740 eleitores aptos. A inovação foi a possibilidade de votação on line em razão da Covid-9.

Luciane Ceretta foi reeleita com votação recorde nesta quinta-feira – Foto: DivulgaçãoLuciane Ceretta foi reeleita com votação recorde nesta quinta-feira – Foto: Divulgação

A Unesc é a única universidade de Santa Catarina que possibilita voto universal, direto e secreto para a Reitoria. As eleições em 2021 superaram as de 2017 em número de participantes. Na época, Luciane e Preve receberam 6.544 votos, tendo a eleição mobilizado 7.222 votantes.

A votação ocorreu das 8 às 22 horas desta quinta-feira , e foi, pela primeira vez, realizada de maneira híbrida. Seguindo os protocolos de biossegurança, a comunidade acadêmica pode optar pelo voto de maneira presencial, em uma das 13 urnas no campus, no Parque Científico e Tecnológico (Iparque) e Hospital São José, ou pelo voto online, por meio de um sistema específico para o processo eleitoral. O uso de dispositivos móveis ou computadores para acessar a votação online foi a escolha de 95% dos eleitores.

A posse dos eleitos ocorrerá em 30 de junho de 2021. Antecederam a professora no cargo máximo da gestão universitária os professores Gildo Volpato, Edson Rodrigues e Antônio Milioli Filho (in memoriam).