Altair Magagnin

altair.magagnin@ndmais.com.br Não é só sobre política. É sobre o impacto das decisões públicas na tua vida. Jornalista profissional com experiência multimídia, acompanha os bastidores do poder e traz análises e notícias exclusivas. Siga @altamagagnin nas redes.


Salário dos professores de SC: compare os dois projetos do governo e a proposta da categoria

Nova tabela de descompactação salarial foi apresentada nesta quinta-feira e será encaminhada à Assembleia Legislativa ainda nesta semana; primeira versão gerou frustração nos professores

A nova proposta de plano de carreira para os professores da rede estadual de ensino em Santa Catarina foi oficializada nesta quinta-feira (25) pelo governo do Estado.

Alunos em sala de aula no Instituto Estadual de Educação – Foto: Ricardo Wolffenbüttel/Divulgação/NDAlunos em sala de aula no Instituto Estadual de Educação – Foto: Ricardo Wolffenbüttel/Divulgação/ND

O documento deve ser encaminhado nesta sexta-feira (26) à Assembleia Legislativa – em forma de emenda substitutiva global -, mas foi apresentado antes para os diretores de escolas e para os coordenadores regionais de Educação.

O blog apresentou a tabela em primeira mão, enquanto a reunião ainda ocorria.

Pressão política e dos professores funcionou

Havia um clima de frustração diante da primeira proposta apresentada pelo governo de Santa Catarina para o salário dos professores, em 19 de outubro.

Antes da oficialização da proposta 1, chegou-se a especular salários de até R$ 11 mil.

Na época, ficou gritante a diferença entre os valores pleiteados pelo Sinte (Sindicato dos Trabalhadores na Educação) – que foram referendados em relatório final da Comissão Especial Mista que foi constituída pela Assembleia Legislativa para discutir o salário do magistério – e a proposta efetivamente encaminhada pela Secretaria de Educação.

Primeiro o silêncio, depois o desabafo

Nos dias que se seguiram, diante da frustração dos professores quanto à proposta salarial, o governo do Estado de Santa Catarina adotou a estratégia do silêncio. O secretário Luiz Fernando Vampiro (Educação) não se pronunciou.

Já o governador Carlos Moisés (sem partido), questionado pela colunista Karina Manarin, do ND+, em Criciúma, desabafou.

Disse que é preciso seguir a Lei de Responsabilidade Fiscal e que há, sim, uma valorização do professorado, com o mínimo de R$ 5 mil. “Pode não ser o que se esperava, o ideal, mas é o possível”, disse Moisés.

Carlos Moisés em entrevista coletiva nessa quinta-feira (21) – Vídeo: NDTV Criciúma

Revisão já era esperada nos bastidores

Desde então, havia a expectativa de que uma nova tabela fosse apresentada, como de fato foi. A primeira a confirmar a informação foi a deputada Luciane Carminatti (PT), presidente da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa.

Na sexta-feira passada (19), o blog publicou outra declaração neste sentido, desta vez do deputado Vicente Caropreso (PSDB), que foi o relator da comissão mista da Assembleia que elaborou a proposta de plano de carreira.

A informação do blog, de que a proposta seria apresentada nesta semana, se confirmou.

Veja as principais mudanças

A nova tabela foi apresentada pelo secretário de Estado da Educação, Luiz Fernando Vampiro, e pelo secretário de Estado da Administração, Jorge Eduardo Tasca.

A principal mudança em relação ao primeiro projeto foi para os professores com licenciatura plena, graduação e especialização, que terão reajuste mínimo de 20%.

Para professores com mestrado e doutorado, a proposta segue nos mesmos termos, com reajuste de até 56%.

Professores com ensino médio e licenciatura curta também tiveram aumento, mas não terão descompactação da carreira.

Diretores e assessores de direção das escolas da rede estadual receberão aumento de 20% nas gratificações.

Conforme outra proposta apresentada pelo Estado, professores da rede estadual com ensino superior e carga horária de 40 horas semanais recebem o piso de R$ 5 mil.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...