São José investe em tecnologia para formar o mercado de trabalho do futuro

Prefeitura aplicou aproximadamente R$ 3 milhões em mais de mil notebooks para que os alunos do Ensino Fundamental aprimorem seus conhecimentos na sala de aula

Dois mil profissionais de educação, mais de 25 mil alunos de 41 CEIs (Centros de Educação Infantil), 24 CEMs (Centros de Educação Municipal), duas escolas ambientais, sete escolas profissionais e oito instituições filantrópicas de educação infantil e educação especial.

Alunos começando a utilizar chromebooks nas escolas de São JoséInvestimento em notebooks agradou a garotada; muitos não têm o equipamento em casa – Foto: Jeferson Regis/PMSJ/Divulgação/ND

Os números são da rede municipal de ensino em São José, uma estrutura grande e que está recebendo ainda mais investimentos, como reformas e construção de novas unidades escolares e equipamentos tecnológicos.

Ontem, por exemplo, o prefeito Orvino Coelho e a secretária municipal de Educação, Ana Cristina Hoffmann, entregaram, no CEM Professora Maria Iracema Martins de Andrade (o Barreirão), no bairro Ipiranga, os primeiros 36 chromebooks (notebooks com sistema Google) que a prefeitura adquiriu e vai distribuir nas escolas. A entrega simbólica ocorreu na semana do aniversário de 272 anos da cidade, no próximo sábado (19).

A novidade, claro, foi aprovada pelos alunos. “Uma coisa muito boa. Vamos acessar a internet, pesquisar e aprender mais sobre o que estamos estudando. É muito mais fácil do que ficar folheando o caderno para procurar. Muito mais legal do que como era antes”, disse Matheus Augusto, 11 anos, estudante do 6º ano.

A colega dele, Maria Luisa Rodrigues, também de 11 anos, foi outra que gostou da novidade: “É muito mais prático e sabemos mais ou menos como usar. Assim, eu consigo compreender melhor a aula”, comentou.

Ao todo, a prefeitura adquiriu 1.008 chromebooks e 36 gabinetes de recarga. Eles também foram entregues, ontem, de forma simbólica aos diretores de outras 23 escolas do ensino fundamental. Serão 36 aparelhos por escola e eles começam a chegar nos próximos dias. A solenidade no Barreirão também marcou a entrega simbólica de 500 livros para os CEIs e 1.200 livros didáticos e de literatura para o ensino fundamental.

Adriana Bernadete Pires, diretora da escola que recebeu os primeiros chromebooks, disse que os equipamentos farão diferença no ambiente escolar e na aprendizagem dos alunos.

Além dos notebooks, escolas receberam novos livros didáticos e literários – Foto: Jeferson Regis/PMSJ/Divulgação/NDAlém dos notebooks, escolas receberam novos livros didáticos e literários – Foto: Jeferson Regis/PMSJ/Divulgação/ND

“Um dos princípios da educação é a questão da pesquisa e quando temos instrumentos que facilitam, com certeza, impacta o trabalho do professor, e melhora a aprendizagem dos alunos. Quando eles se deparam com uma novidade, que muitos não têm acesso, os olhos brilham”, afirmou.

Foco em tecnologia

O que São José está fazendo é investir na cultura digital como prática pedagógica. “Estamos dando as condições para que eles possam ter um grande desenvolvimento. Isso combina com o nosso plano de governo, no sentido de dotar as escolas com todos os equipamentos necessários”, destacou o prefeito Orvino Coelho.

A secretária de Educação de São José, Ana Cristina Hoffmann, ressaltou a importância da tecnologia na formação dos estudantes. “Com a pandemia, o uso das tecnologias se tornou mais importante e fundamental. É um processo que não tem volta. Por isso, formamos os professores para o uso das ferramentas digitais e, agora, essa tecnologia está vindo para sala de aula”, avaliou.

O objetivo é trabalhar com tecnologia não apenas nas aulas de informática, mas em todas as disciplinas. A intenção da prefeitura é ampliar essa oferta, para que as escolas públicas de São José acompanhem a qualidade da rede privada de ensino.

“Estamos preparando um grande programa junto à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Secretaria da Educação e Fundação de Educação para abrir portas, porque o grande problema dessa juventude é a falta de emprego”, declarou o prefeito Orvino, sem antecipar do que se trata o referido programa.

+

272 anos – São José da Terra Firme

Loading...